Saldo de empregos no primeiro quadrimestre supera 700 vagas  

Da Redação

Os números divulgados essa semana pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado ao Ministério da Economia, empolgou o prefeito Marco Franzato e sua equipe. O político e empresário comemorou o resultado do principal termômetro para medir o nível de emprego no País, e destacou que os números indicam que Cianorte, mesmo vivendo o auge da pandemia do novo coronavírus continua crescendo e se desenvolvendo.

De acordo com o Caged, os setores da economia local geraram um saldo entre janeiro e abril de 717 novas empregos com carteira assinada. Foram 3.813 admissões contra 3.096 desligamentos. O resultado é infinitamente superior ao registrado no mesmo período de 2020, quando o primeiro quadrimestre do ano passado fechou ciclo no vermelho. Foram -225 vagas perdidas, com 3.210 admissões, 3.435 demissões.

Para o Franzato, o resultado mostra que mesmo diante de severas restrições econômicas e acidade continua produzindo e gerando oportunidade para seus moradores. “O resultado do quadrimestre mostra um crescimento considerável. Estamos avançando e vencendo todas as dificuldades. Com certeza a crise será superada. Estamos no caminho certo”, comemorou ontem em entrevista por telefone à TRIBUNA DE CIANORTE.

O ano de 2020 fechou com 21.825 vagas formais de emprego (com registro em carteira) na economia de Cianorte. Esse ano, o número já apresentou uma considerável evolução, são 22.542. Levando-se em conta o crescimento dos quatro primeiros meses, é possível que a cidade feche 2021 com mais de 22,5 mil empregos formais.

Setores

O setor que gerou maior saldo no último mês foi o da construção civil, com 58 admissões, e 18 desligamentos, saldo de +40. Seguido do setor comercial que disponibilizou 207 vagas de trabalho, e realizou 175 desligamentos nos últimos 30 dias, um acumulado no saldo de +32.

O setor da indústria, assim como no mês anterior foi o de maior rotação de empregos, com 323 contratações e 337 desligamentos, um saldo negativo de -14. O setor de serviços também fechou com saldo negativo, com 173 vagas abertas e 175 desligamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *