Mês tem tudo para ser um dos janeiros mais chuvosos dos últimos 14 anos

Da Redação

O primeiro mês de 2021 tem tudo para ser um dos janeiros mais chuvoso dos últimos 14 anos na região de Cianorte. É o que aponta os registros do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar). Até esta quarta-feira. 20, foram registrados 225 milímetros de chuva, sendo que o recorde registrado na região é de 371 milímetros, no ano de 2006.

Até a última sexta-feira, 15, o Simepar registrava 86 mm de chuva e nos quatro dias seguintes, o volume foi de 139 milímetros. A previsão para os próximos dias é de mais água.

Conforme a previsão da Simepar, até o dia 31 de janeiro são esperados um total de 110,3 milímetros. Ou seja, se a previsão permanecer, serão 335 milímetros. Volume mais elevado do que os últimos três anos e um dos mais altos dos últimos anos: 186,6 (2020); 156,6 (2019); 256 (2018) e 167 mm (2017)

De acordo com a meteorologista Ana Beatriz Porto, os últimos dias têm sido chuvosos em toda a região e deve continuar assim durante a semana. “Agora o tempo está bem chuvoso na região e o volume deve aumentar, considerando o volume de hoje (ontem). A chuva vai continuar”, afirmou.

Como esclareceu Ana, a região passa por um “sistema organizado” de chuvas. “A precipitação está regular e persistente, mesmo com baixa intensidade ainda acaba causando transtornos”, esclareceu.

Segundo a meteorologista, a diferença é que mais para o fim de semana as chuvas de verão voltam a predominar, o que causa as pancadas de verão e o aumento da temperatura.

Conforme informação do Simepar, o tempo volta ficar mais abafado em todo o Estado, o que favorece a formação de áreas de instabilidade principalmente durante as tardes.

Nível do Rio Ivaí

De acordo com dados do Simepar e Instituto Água e Terra (IAT), que fazem o monitoramento dos níveis das bacias hídricas do estado, ocorreu um aumento no nível do rio nos últimos dias.

Na estação de monitoramento Porto Bananeira, que fica a 20 quilômetros à montante (águas acima) da ponte do Rio Ivaí), foi registrado nesta quarta-feira, 20, que o nível subiu 3,4 metros.

Em agosto do ano passado, o rio subiu 4,89 metros, atingindo o pico. A partir daí começou a fase de “recessão do hidrograma”, ou seja, de diminuição gradativa dos níveis e vazões. Antes desse registro, fazia mais de dois anos que não ocorria uma cheia dessa severidade. A última vez que o rio atingiu níveis iguais ou superiores a 12 metros foi em 27 dezembro de 2017.

 

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *