Irmã Benigna sai da UTI e é encaminhada para quarto

A fundadora da Associação Assistencial e Promocional Rainha da Paz, Emida Nazari, conhecida em toda a região como Irmã Benigna, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi encaminhada para um quarto no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, na quarta-feira, 1°. A religiosas está estável, mas respira com a ajuda de aparelhos.

Irmã Benigna foi internada na UTI do hospital no dia 10 de fevereiro depois de apresentar problemas pulmonares. Ela estava se recuperando de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que sofreu em julho de 2019, durante um jantar comemorativo da entidade.

Após o AVC, o primeiro atendimento à religiosa ocorreu em Maringá, onde ficou em observação. Depois de algum tempo, ela foi transferida para o Hospital da Providência em Apucarana. Quando sua saúde se estabilizou, a irmã foi levada para Curitiba, onde ficou junto às outras religiosas na Casa Provincial.

Logo depois, a saúde da freira ficou fragilizada e ela foi encaminhada ao Hospital Nossa Senhora das Graças, onde ainda de encontra.

Conforme afirmou o coordenador da Rainha da Paz, Gabriel Estevo Faria, a saúde da irmã é estável. “Ela está tomando os medicamentos e está estável, mas precisa de ajuda de aparelhos para respirar”, esclareceu.

De acordo com o coordenador, a irmã Benigna sempre foi uma pessoa de fé e muito forte. “A irmã tem uma fé tão grande e nos ensinou a praticar. A gente não deixou de acreditar nessa melhora”, afirmou.

A irmã é um exemplo de fé e devoção a toda cidade. A religiosa é conhecida por ajudar centenas de crianças.

Além de fundadora da Rainha da Paz, a religiosa ainda recebeu o título de cidadã Honorária do Paraná.

Rainha da Paz

Segundo Gabriel Faria, a associação dispensou todos os funcionários como forma de precaução e prevenção ao coronavírus. “Eu e alguns guardas da associação ainda viemos, mas o pessoal foi liberado. Estamos em quarentena”, afirmou o coordenador. 

Conforme contou Faria, ele continua fazendo algumas entregas de cestas básicas à população. “Continuamos com esse trabalho. Identificando as famílias que estão mais necessitadas e entregamos alguns alimentos”, esclareceu.

A entrega das cestas acontece depois que Faria e a assistente social da associação, Nair Santiago, identificam famílias que passam por necessidade e que realmente precisem de ajuda. “A Nair ajuda com a triagem dessas famílias e tentamos ajudá-las, para que nenhum receba mais do que o outro. Precisamos tomar todo o cuidado. Sabemos que tinham pessoas acumulando cestas e não podemos deixar isso acontecer”, disse.

Faria ainda reforçou que as doações à associação estão baixas e que a associação não possui um estoque para ajudar a todos, por isso é importante que a população continue doando alimentos.

De acordo com Faria, o trabalho é feito a partir do que a associação possui. “Não sei se para a semana que vem ainda vou ter alimentos para atender toda a demanda. Vamos precisar receber as doações de alimentos”, concluiu.

Para entrar em contato com a associação os telefones (44) 99842-7771 e (44) 99868-0039 estão disponíveis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *