Tempo quente e chuva são favoráveis ao desenvolvimento da dengue

Secretaria de Saúde de Cianorte alerta que chuva e temperaturas quentes podem colaborar com o desenvolvimento do mosquito da dengue. Por isso, medidas paliativas como o uso de repelentes e cuidados com possíveis focos de dengue são essenciais.

De acordo com a supervisora da Vigilância Ambiental e Programa de Combate às Endemias, Vera Lúcia Fusisawa Craveiro, para manter os números de confirmações nulos é preciso que a população colabore. “O maior alerta para a população é cuidar dos criadouros, principalmente com as condições climáticas que vamos ter. Chuva e calor aumentam o número mosquitos”, disse Vera.

Segundo a supervisora, a equipe de combate à dengue, tem realizado visitas domiciliares frequente e procurado focos.

A queda do número de casos se deve também à suscetibilidade da população. “A gente sabe que a pessoa teve denegue de um determinado tipo e não vai ter mais, só se tiver outro tipo. A questão da suscetibilidade com relação ao tipo dois acabou”, esclareceu. Vera ainda pediu para que a população continue cuidando de suas residências e usando repelente para proteção.

Desde o início do novo ciclo, que começou em agosto e vai até julho, a região contabilizou 36 casos de dengue. Cianorte, São Manoel do Paraná e Guaporema são as únicas três cidades da região que seguem sem casos registrados de dengue.

Paraná soma 1.192 casos de dengue registrados a partir de agosto

A Secretaria da Saúde (Sesa) do Paraná divulgou na terça-feira, 1º, o boletim semanal da dengue e confirma 132 novos casos da doença. O Estado soma agora 1.192 casos no período epidemiológico que teve início em agosto.

Deste total, 905 são ocorrências autóctones, ou seja, as pessoas foram contaminadas nas cidades de residência. Hoje, 158 municípios paranaenses apresentam casos confirmados. O informe apresenta 12.303 notificações para a dengue – 1.217 a mais que na semana anterior.

A Sesa segue realizando ações de enfrentamento da dengue, principalmente, com a capacitação dos profissionais envolvidos no atendimento dos usuários da rede de saúde pública.

 “Além das ações para atualização e integração dos profissionais, precisamos conscientizar uma parcela maior da população para o combate da dengue nas residências, a eliminação dos criadouros nos ambientes domésticos é fundamental nesta batalha para contra o mosquito Aedes aegypti”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *