Violência contra o idoso é crime, diz psicóloga na tribuna da Câmara

Assessoria CMC

 Na sessão ordinária de segunda-feira, 14 – conforme solicitação e com base no artigo 253 do Regimento Interno da Câmara – utilizou a tribuna livre a psicóloga da Secretaria Municipal de Assistência Social, Jaqueline de Fatima Comar Sousa, a fim de sobre o junho violeta e o dia 15 de junho: Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Primeiramente, Jaqueline falou sobre a importância do tema e da data. “Quando pensamos sobre a violência contra a pessoa idosa, temos uma ideia inicial que é só a violência física, porém os maus-tratos e violência, ocorre muito além disso”, explica que há um fortalecimento da rede de proteção municipal com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa.

De acordo com a psicóloga, a violência e os maus-tratos podem ser psicológicos, físicos, sexuais, abandonos, negligência e econômicos, independentemente do local, da idade e da classe social. E eles podem ser provocados por pessoas conhecidas e confiáveis, bem como por membros da família, amigos e profissionais que os atendem. “Todas as formas de maus-tratos levam à vulnerabilidade dos direitos das pessoas idosas”, pontua.

Violência contra o idoso é crime! Caso presencie alguma situação, pode denunciar pelo Disque Direitos Humanos (Disque 100) ou pelo Serviço Municipal Disque Idoso (Disque 165).

Estatuto do Idoso

De acordo com o artigo 3º, é obrigação da família, da comunidade da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e a convivência familiar e comunitária.

15 de junho

Em 15 de junho de 2006, a Rede Internacional de Prevenção de Maus-Tratos contra Idosos (Inpea), em parceria com a organização das Nações Unidas, declarou 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. O objetivo é sensibilizar a sociedade, como um todo, para o combate das diversas formas de violência cometida contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *