Paraná Produtivo é apresentado em Cianorte

 

Da Redação 

Na manhã de ontem, 20, foi apresentado o Programa Paraná Produtivo, em uma reunião na Associação Comercial e Empresarial de Cianorte(Acic). A reunião contou com a presença do secretário de Planejamento e Projetos Estruturantes do Estado do Paraná, Valdemar Bernardo Jorge, prefeitos de municípios que pertencem à Associação dos Municípios do Médio Noroeste do Estado do Paraná (Amenorte), e autoridades políticas da região. 

O programa será construído com a comunidade e lideranças dos municípios, e visa identificar potências e carências das regiões, e planejar um desenvolvimento produtivo integrado entre os municípios para  contribuir para a geração de emprego e renda e a diminuição das desigualdades regionais, alinhando  prefeituras, universidades e o governo do estado para evitar que os jovens procurem grandes centros, e tenham em suas cidades condições de ser capacitar e ter oportunidades de trabalho. 

O programa dividiu o estado em oito regiões,  Cianorte e prefeituras da Amenorte foram divididas na região 4 que contam no total com 28 municípios, juntos com a Associação dos Municípios da Região de Entre Rios (Amerios).

Em sua primeira fase, o programa realiza oficinas de diagnósticos para coleta de informações e discute as demandas de cada uma das regiões, ouvindo e destacando as potencialidades, fragilidades, perspectivas e oportunidades que poderão alavancar o desenvolvimento produtivo.

VESTUÁRIO 

O setor do vestuário foi um dos temas discutidos. O assessor espacial da Casa Civil, Darlan Scalco ressaltou a importância de Pérola, cidade que ele administrou por dois mandatos consecutivos (2013/2020) ser a capital paranaense do jeans, e pediu ao secretário que o governo reveja a carga tributária atribuída a esse setor. 

“Nós fazemos as roupas, levamos para São Paulo e os paranaenses compram lá para revender aqui”, ressaltou Scalco. 

Durante a reunião, o secretário Bernardo Jorge chamou a atenção para a queda do número de empresas do setor têxtil na região, que já teve 654 estabelecimentos ativos e hoje possuí 503, queda que teve início em 2014.

“É claro que a pandemia afetou diretamente esse setor e outros também, mas nos falta capacitação para esses trabalhadores. Se houver uma  queda de 1% na carga tributária podemos investir em treinamento e melhorar esse setor. Precisamos do estado urgentemente. Temos pressa em fazer”, citou o prefeito Marco Franzato. 

O prefeito ainda revelou que pela primeira vez na história de Cianorte o Senac vai proporcionar treinamento para a indústria da moda. 

AGRICULTURA 

A região 4 que abrange a microrregião de Cianorte e Umuarama, representa 16,3% do PIB na agricultura. 

O secretário destacou a necessidade de investir nesse setor na região, na possibilidade de destacar a produção de algodão, que obteve ótimos resultados em outros estados. O encontro também discutiu a necessidade de mudanças nas políticas públicas municipais e estaduais para o crescimento e fortalecimento da agricultura. 

“Para que o jovem permaneça no campo precisamos de Internet, estradas rurais para o escoamento da produção, assistência técnica, educação e garantia de compra dessa produção. Precisamos discutir como fazer isso”, citou o secretário. 

TURISMO 

A prefeita de Japurá, Adriana Polizer finalizou a reunião em uma fala pedindo destaque ao turismo do estado, criando oportunidades de empregos e de que outras pessoas conheçam nossa região. 

“Acredito no potencial do setor de turismo em nossa região, isso é atraente. Pessoas que  cheguem ao município, consumam e levem mercadorias e o nome da cidade, e movimentando nossa economia”, citou a prefeita. 

Foto: Diego Fernando Laska

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.