Japurá Registra a sexta morte por  Covid-19 e 60 novos casos em três dias 

Da Redação

A Secretaria de Saúde de Japurá registrou na manhã de quinta-feira, 21, a morte de uma mulher de 60 anos por complicações da Covid-19. O óbito foi registrado exatamente no primeiro dia do decreto com medidas mais restritiva para conter a pandemia, que em apenas três dias, confirmou 60 novos casos no município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a sexta vítima da doença morreu em casa, e sofria de comorbidades. Quatro pessoas permanecem internadas com complicações da doença no Hospital e Maternidade Santa Terezinha.

Japurá registrou até o dia 20 de maio, 679 casos do novo coronavírus. De acordo com o último boletim, 530 pessoas estão em monitoramento.

DECRETO

Também ontem, 20, marcou o início das medidas restritivas de acordo com o decreto divulgado pela Prefeitura de Japurá para conter o aumento dos número de contaminados. Até quarta-feira, 26, está proibido o funcionamento do comércio e de atividades não essenciais. O toque de recolher é a partir das 20 horas.

Algumas indústrias suspenderam o funcionamento, e outras estão trabalhando com 50% dos funcionários. Apenas farmácias, supermercados e postos de gasolina estão abertos.

VACINAÇÃO

De acordo com informações divulgadas pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), 2.271 pessoas já receberam a primeira dose da vacina na cidade que tem pouco mais de nove mil habitantes, o que representa 23% da população do município. A Sesa informou ainda que até o dia 20 de maio 1.120 pessoas receberam a segunda dose.

O grupo prioritário que mais recebeu vacinas foi o de idosos de 60 a 64 anos, com 570 doses, seguidos de idosos de 75 a 69 anos com 458 imunizados.

Municípios da região devem decidir 

se vão seguir o novo decreto estadual

Os prefeitos das cidades que pertencem à Associação de Municípios do Médio Noroeste (Amenorte) decidiram após recomendações do Ministério Público (MP) que cada município deve decidir se segue ou não as medidas aplicadas no novo decreto estadual. Essas decisões devem ser tomadas de acordo a situação de cada município em relação ao número de contaminação da Covid-19.

O novo decreto 7.672/21, assinado pelo governador Ratinho Junior, e publicado na segunda-feira, 17, prevê novas regras até o dia 31 de maio. Como o toque de recolher e lei seca a vigorar das 22 horas até às 5 horas do dia seguinte, e todo tipo de comércio e de atividades não essenciais sem funcionar aos domingos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *