Julgamento do caso Rachel Genofre começa nesta quarta e será a portas fechadas

Por Bem Paraná

O Tribunal do Júri de Curitiba começa a julgar nesta quarta-feira, 12, às 13h30, Carlos Eduardo dos Santos, acusado de matar a menina Rachel Genofre, de 9 anos, em 2008. O julgamento, no entanto, não será transmitido pelo YouTube e também não foi permitido o acesso da imprensa ao Plenário. Isso porque o processo (de número 0001619-90.2009.8.16.0013) tramita em sigilo.

O Juiz responsável pelo processo, inclusive, informou que mesmo que não houvesse a pandemia o julgamento seria feito de porta fechada, sem a presença de ninguém, em razão do segredo de justiça decretado. Apenas as pessoas expressamente autorizadas pelo Juiz terão acesso ao Plenário. O réu Carlos Eduardo dos Santos irá acompanhar o julgamento por videoconferência.

Carlos foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) por atentado violento ao pudor e homicídio qualificado (causado por asfixia e para assegurar a ocultação de outro crime). O corpo da criança foi encontrado em uma mala, debaixo de uma escada, na rodoferroviária da capital.

Identificado por meio de amostras de DNA, ele estava preso no sistema penal paulista. No dia do julgamento, a família de Rachel programa uma manifestação,pedindo pena máxima para Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *