Homem acusado de abusar de menina de seis anos vai responder em liberdade

Da Redação

A Delegacia da Mulher, em Cianorte, abriu um inquérito para investigar um homem de 58 anos, morador do distrito de São Lourenço e suspeito de oferecer dinheiro e abusar sexualmente de uma menina de seis anos. Ele foi ouvido na quinta-feira, 3, e vai responder pelo crime em liberdade. De acordo com a polícia, como o abuso teria ocorrido no dia anterior à denúncia, não se trata de um flagrante, apesar de existir indícios de autoria do crime. A Justiça determinou uma medida de proteção e distanciamento em favor da vítima para evitar contado dos suspeito com a criança. A polícia também investiga se outras crianças foram aliciadas pelo homem.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Wagner Quintão, o suspeito negou ter cometido o crime. A menina deve passar por um exame no Instituto Médico Legal (IML), durante essa semana para diagnosticar se houve o abuso sexual.

“O laudo do IML pode apresentar os sinais caso houve ato concreto contra a criança, e ao mesmo tempo outras pessoas serão ouvidas, como a mãe e a vizinha, inclusive a criança que deve ser atendida por especialistas”, explicou o delegado.

O suspeito, que possuí passagem pela polícia por disparo de arma de fogo, mora sozinho em uma residência do distrito, e frequentemente recebe visitas das crianças da região.

“Ele diz que o fluxo de crianças acontece por conta dos materiais recicláveis que ele compra, mas testemunhas desse ato podem esclarecer outros crimes cometidos pelo acusado. Pedimos para que os pais conversem com os filhos e se perceberem um comportamento anormal que acione a polícia. É importante orientar que as crianças não frequentem sozinhas residências de estranhos”.

A prisão aconteceu após uma discussão entre o suspeito, a mãe da criança, e uma vizinha. para quem a menina teria contado que o homem ofereceu R$ 10 para tocar no corpo dela, e que a ação aconteceu mais de uma vez.

Durante a discussão, o homem chegou a usar spray de pimenta nos envolvido. A confusão chamou a atenção da Polícia Militar, que deteve o acusado e depois foi encaminhado a 21º Subdivisão da Polícia Civil em Cianorte.

A mãe da menina contou em depoimento que cuida de outro filho com problemas de saúde e que a filha sempre sai para brincar na rua de casa, e que nunca havia se queixado do comportamento do vizinho.

O delegado tem 30 dias para concluir o inquérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.