Geladeiras com drogas e celulares enviadas para presos são apreendidas em Cianorte

Policiais impediram a entrada de duas geladeiras com drogas encomendadas por presos na cadeia de Cianorte, no noroeste do Paraná, entre a tarde de quarta (7) e a manhã desta quinta-feira (8).

Segundo o Departamento Penitenciário, o uso de geladeiras pelos presos foi autorizado para guardar água e alimentos. O preso pede e a família dele pode comprar a geladeira e mandar entregar na cadeia.

Os eletrodomésticos apreendidos seriam instalados nas galerias.

Na tarde de quarta-feira, com ajuda de cães farejadores os policiais encontraram 375 gramas, um carregador, quatro chips e três celulares dentro da estrutura da primeira geladeira.

Já no aparelho apreendido na manhã desta quinta-feira os policiais apreenderam 600 gramas, cinco chips e seis celulares.

Nos dois casos, a polícia abriu inquérito por tráfico de drogas. As pessoas que enviaram as geladeiras e os presos que iam receber as drogas foram identificados, mas não tiveram os nomes divulgados.

Um dos detentos está preso desde 2017 por corrupção de menores e roubo, e o outro por tráfico de drogas, desde maio de 2020.

O delegado disse que as penas dos dois presos podem aumentar em função destas situações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.