Ex-prefeito Bongiorno completa um mês  internado e quadro é considerado estável

Da Redação

A internação do ex-prefeito de Cianorte, Claudemir Bongiorno, 63 anos, completou na segunda-feira, 17, um mês. Ele continua em tratamento das complicações devido à Covid- 19, na Unidade de Terapia Intensiva( UTI), do Hospital Sírio Libanês em São Paulo. 

No dia 14 de abril, Bongiorno foi diagnosticado com coronavírus, após apresentar os sintomas da doença. Ele ficou cerca de uma semana internado no Fundhospar, em Cianorte, Após exames apontarem 40% de comprometimento dos pulmões, o político foi transferido para hospital em São Paulo, no dia 18 de abril. 

Na noite de 21 de abril os médicos que cuidam do ex-prefeito, optaram pela entubação, e internação em um leito da UTI. O tratamento foi bem sucedido e os profissionais optaram pela extubação no dia 29, mas  o político não respondeu bem a diminuição da sedação e um dia depois foi necessário a entubação novamente. 

De acordo com os médicos, o procedimento forçou os pulmões do paciente que desenvolveu uma pneumonia, a partir deste momento a prioridade era tratar a infecção antes de retornar a extubação. 

Após 10 dias de tratamento da pneumonia e uma nova tentativa de extubação os médicos decidiram pelo procedimento de traqueostomia. Desde então foi iniciado o processo para tirar a sedação.

Os médicos acreditavam que depois de acordado, o político poderia sair da UTI, e que os pulmões já estavam preparados e fortes o bastante para que o paciente respirasse apenas pelo cateter nasal. 

Nos  dias seguintes, o ex-prefeito apresentou um novo quadro de infecção pulmonar.  Foi preciso adiar o processo de diminuição de sedação para ele acordar. No dia 14 de maio, os médicos colocaram Bongiorno  em posição de bruços, durante 18 horas,  e com medicações, para aliviar os pulmões. 

O último boletim médico emitido pelo hospital no final da tarde de segunda-feira, informou que Bongiorno foi retirado da posição de bruços e o quadro de saúde permanece  estável. 

A família do ex-prefeito está acompanhando o tratamento em São Paulo. A ex-primeira-dama, Fátima Bongiorno, contou que não sabe a forma que Bongiorno se contaminou. Os familiares foram contaminados em novembro de 2020, época em que o político passou imune à doença. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *