Estão abertas as inscrições para programa que auxilia indústrias a aumentarem a produtividade

Em um momento de retomada econômica, aumentar a produtividade e diminuir os desperdícios com foco em melhoria contínua é fundamental. Para apoiar as indústrias a atingirem esses objetivos, o Senai no Paraná está com vagas abertas para o Programa Brasil Mais. Uma parceria com o governo federal, a mentoria oferece às indústrias a oportunidade de obter um aumento de produtividade de 20% em determinada linha de produção, por meio de técnicas de produção enxuta.

Governo federal e Senai subsidiam 80% do valor e a empresa arca apenas com 20%, o equivalente a R$ 2.400. Já as indústrias associadas aos sindicatos filiados ao Sistema Fiep, R$ 950. “Permitir a melhoria de pelo menos 20% no processo-alvo desse atendimento é o objetivo do programa”, diz Felipe Couto, gerente de Consultorias de Inovação e Produtividade do Sistema Fiep.

O Brasil Mais atende indústrias de diversos segmentos, que podem indicar até três colaboradores para fazer os treinamentos. Inicialmente, podiam participar apenas empresas que tivessem de 11 a 499 colaboradores, mas, atendendo a uma solicitação de entidades sindicais e indústrias para ampliar a atuação do programa, o Sistema Fiep conseguiu, por meio de uma negociação com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que o Brasil Mais agora também atenda empresas que tenham de 4 a 10 funcionários. Por se tratar de um projeto-piloto, envolvendo somente o Paraná, há limite de adesão de até cem indústrias de micro e pequeno portes.

O programa tem a duração de 12 semanas. Em um primeiro momento, acontece a formação de grupos de até oito indústrias. Já o segundo é individual, quando o mentor do Senai acompanha os colaboradores dentro de cada indústria para diagnosticar e aplicar as melhorias no processo industrial objeto de melhoria. Como o conhecimento fica dentro da empresa, a metodologia pode ser aplicada em outros setores.

As inscrições podem ser feitas no site senaipr.com.br/brasilmais ou pelo e-mail [email protected].

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *