Em 23 dias de campanha, Marco Franzato e Eliab declararam ter gasto R$177 mil

Desde o dia 27 de setembro, estão autorizadas a propaganda eleitoral, que promove o candidato e a sua plataforma eleitoral no âmbito público. Até o momento, dois dos cinco candidatos a prefeito de Cianorte declararam que tiveram uma despesas contratada de R$177.461,00, de acordo com informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio da plataforma de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais. O limite de gastos de cada candidato é de R$ 429.341,53.

Quem registrou o maior despesa contratada foi o candidato a prefeito Marco Antônio Franzato (PSD), com R$ 136.200,00 registrados na Justiça Eleitoral. Já Eliab Vieira Moreno (PP), teve um total de despesas contratadas de R$ 41.261,00. Os candidatos Carlos Destefano (PV), Professor Domingos Abel Gonçalves da Cruz Júnior (PT) e Victor Davanço (Rede) não têm prestação de contas apresentada à Justiça Eleitoral.

O candidato a prefeito Marco Franzato teve R$ 140 mil de recursos recebidos através de doações. Do total, 71,43% foi doado, por Enivaldo Barella Tironi. O restante dos recursos são provenientes do próprio candidato.

Do total gasto durante a campanha eleitoral, Franzato gastou 92,83% com despesas com pessoal, o equivalente a R$ 126 mil. Com publicidade em materiais impressos foram outros R$ 4,8 mil investidos, cerca de 3.5% do total declarado até aqui. Com locação ou cessão de veículo foram outros 3,2% da verba, R$ 4,4 mil. Já o investimento na publicidade por adesivos foi de R$ 550.

Já o candidato do PP Eliab Vieira recebeu um total de R$ 212 mil.  A doação de pessoas físicas representa 56,58% dos recursos, ou seja R$ 120 mil. Já o repasse do fundo partidário foi de 24.56%, um valor de R$ 52,1 mil. O candidato doou para a própria campanha R$ 40 mil, o equivalente a 18.86% dos recursos totais. Recursos estimáveis representam 1.93%, ou seja, R$ 4,1 mil.

Entre os principais doadores da campanha de Eliab Moreno, aparece a ex-primeira-dama do município Zoraide Ruiz Guimarães, e viúva do ex-prefeito e ex-deputado estadual, Edno Guimarães e sogra do candidato. Foram R$120 mil doados a campanha, valor que chega aos 56,58% do total.

Em seguida, a direção Estadual do Partido Progressista repassou outros  R$ 48 mil ao comanda de campanha do progressista. Já a direção municipal do partido doou R$ 4,1 mil à campanha.

A maior parte dos gastos de Eliab Moreno está direcionada à publicidade por materiais impressos. Foram 57.87%, do total, equivalente a R$ 23 mil. Em seguida aparece a despesa com impulsionamento de conteúdos onde foram gastos R$ 5 mil dos recursos, 12,12%.  A publicidade por adesivos, locação ou cessão de bens imóveis e despesas com pessoal variam entre R$ 3.750 e R$ 4.635.

Na eleição anterior, em 2016, o candidato a prefeito de Cianorte e que venceu a eleição Claudemir Bongiorno, teve uma despesa contatada e declara total de R$ 375 mil. Naquele ano, o limite de gastos era de R$ 376.881,92.

Na época, conforme levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o próprio candidato doou os recursos de sua campanha.

As despesas do candidato se concentram nas atividades de militância e mobilização de rua. Foram gastos R$ 72 mil, 19,18%. Seguida pela publicidade por materiais impressos, com gastos de R$ 65 mil, ou seja, 17,33% dos recursos.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.