Educação anuncia retorno das aulas

Da Redação

As aulas da rede municipal de ensino de Cianorte retornaram no formato híbrido ontem, 22. Todas as escolas de ensino infantil de Cianorte, exceto a Escola Ernesto General Geisel, no distrito de São Lourenço retornam de forma gradual e escalonada. Os Centros de Educação Infantis (CMEIs) permanecem sem aulas presenciais por medida de prevenção ao Covid-19.

As aulas foram suspensas no dia 28 de maio, após alguns profissionais da rede apresentar quadros suspeitos ou positivados da doença.

Semanalmente reuniões com professores e a Secretaria Municipal de Educação são realizadas para avaliar a situação e decidir por adiar ou não o retorno.

“Houve o retorno, mas sem alteração de decreto, mantendo a determinação de no máximo 14 alunos em salas de aulas. O quadro epidemiológico na rede de educação não permitia continuar as aulas, diante do número de profissionais afastados. Hoje a situação está controlada e mais segura para o retorno”, explicou a secretária de educação, Kelly Cristine Werdenberg.

Cianorte conta com 1.025 profissionais na rede municipal, destes, 430 trabalham presencialmente, 126 deles moram em municípios da região, o que levanta o alerta para o quadro epidemiológico em Cianorte e também nas cidades vizinhas. Segundo o último informativo de monitoramento emitido pela Secretária Municipal de Saúde, 18 servidores estão afastados, seis deles aguardam resultados de exames, dois estão positivados e outros 10 em isolamento após apresentarem sintomas. Dos alunos matriculados, 29 estão positivados, todos contaminados em contexto familiar de acordo com a Secretaria.

O retorno continua com as mesmas medidas de restrições, número reduzido de alunos, distanciamento, higienização, e uso de máscaras e outras medidas de prevenção à Covid-19.

Para comparecer, o estudante deve fazer o uso adequado da máscara e ter máscaras reservas na bolsa. Também não pode apresentar nenhum sintoma como: febre, espirros, coriza, olhos vermelhos e lacrimejando, dores de cabeça, barriga, vômito, diarreia, entre outros que podem ser sintomas de covid19.

SINDICATO

O Sindicato dos Profissionais da Educação é contrário ao retorno até que a cobertura vacinal seja completa. Em nota eles alegam que os professores tomaram apenas a primeira dose, e não estão totalmente imunizados, e que o retorno coloca alunos, familiares e a comunidade escolar toda em risco.

O sindicato já apresentou para a Secretária Municipal de Educação e a prefeitura de Cianorte um pedido para a suspensão total das aulas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *