Teste rápido de coronavírus em farmácia ainda é uma incógnita

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou na terça-feira (28), a realização de testes rápidos de diagnóstico de Covid-19 em farmácias e drogarias. Com a decisão, os testes deixam de ser feitos obrigatoriamente apenas em hospitais e clínicas. Porém, os testes ainda não chegaram às farmácias de Cianorte e os estabelecimentos ainda não possuem previsão de quando vão poder oferecer o produto para seus clientes.

A farmacêutica da Panvel de Cianorte, Erica Pereira Lima, informou que ainda não é possível afirmar se o teste chegará até o estabelecimento. “Ainda não sabemos se vai vir, como funciona. As informações são muito novas. Temos que ver como os testes vão ser disponibilizados, quem vai ser o responsável”, explicou.

“A gente tem a clínica aqui e quem quiser comprar (futuramente) o teste e fazer aqui, vai ter como. Mas as informações ainda são muito novas”, ressaltou Erica.

Conforme o gerente da Nissei, Gustavo da Silva, a rede ainda não repassou informações sobre a disponibilidade do teste no estabelecimento. “Ainda não sabemos como vai funcionar, estamos no aguardo das informações”, esclareceu o gerente.

A farmácia Droga Raia também não tem informações da chegada do teste ou se o estabelecimento irá recebê-los.

O teste

Os estabelecimentos que quiserem realizar o exame deverão ter um profissional qualificado durante todo o horário de funcionamento. A decisão autoriza a aplicação, mas não obriga que as farmácias e drogarias disponibilizem os testes. A adesão, portanto, é voluntária.

O teste rápido é auxiliar no diagnóstico, mas não possui finalidade comprobatória – ou seja, não servirá para a contagem de casos do coronavírus no país. Isso acontece porque há possibilidade de que o teste apresente “falso negativo”. Isso pode ocorrer se o paciente for testado no estágio inicial da doença em razão da ausência ou de baixos níveis de anticorpos de Sars-CoV-2 na amostra. Ele é feito a partir do sangue e detecta os anticorpos que o organismo produz para se defender do novo coronavírus. O resultado sai em dez ou 15 minutos. 

De acordo com o diretor-presidente substituto da Anvisa, Antonio Barra Torres, os testes serão uma estratégia útil para diminuir a aglomeração de pessoas em hospitais e a procura de serviços médicos nas redes públicas.

O diretor Marcos Miranda reforçou que as secretarias estaduais e municipais de saúde devem se reunir com as farmácias para determinar um fluxo de informação sobre os resultados desses testes. (Com informações do G1)

Secretaria da Saúde confirma 20° caso da doença

A Secretaria de Saúde Cianorte confirmou ontem, 30, o registro do 20º caso de Covid-19 em Cianorte. De acordo com o informe repassado ontem, trata-se de uma mulher de 69 anos que teve contato com uma pessoa que atestou positivo para a doença. Conforme a Secretaria de Saúde, a mulher segue em isolamento domiciliar e se recupera bem.

De acordo com o último boletim da doença divulgado na quarta-feira, 29, por volta das 17 horas, Cianorte tem uma pessoa internada pela doença, 13 recuperados, uma morte e outras quatro pessoas – além do registro de hoje – em isolamento domiciliar. O boletim ainda traz 85 casos descartados, 32 monitorados e outros 15 em investigação.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp. Basta acessar o link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *