Morre Marcelo Puppi, prefeito de Campo Largo, por complicações da Covid-19

Por Bem Paraná e assessorias

O prefeito de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, Marcelo Puppi (DEM), morreu, na madrugada desta quinta-feira, 7, por complicações do novo coronavírus. As informações são do Hospital do Rocio, onde Puppi estava internado desde o dia 25 de novembro. Ele tinha 61 anos e deixou esposa e filhos.

Puppi testou positivo para a Covid-19 em 24 de novembro, foi internado no hospital no dia 25 e no dia 28 foi transferido para a UTI. Em 14 de dezembro, Puppi precisou ser entubado após apresentar piora no quadro respiratório devido à doença, e em 5 de janeiro deste ano retornou para o coma induzido.

A primeira-dama do município, Daniela Corsini Puppi, também ficou internada após ser diagnosticada com a Covid-19, mas ela teve alta hospitalar já no dia 28 de novembro.

“Agradecemos de todo coração todas as orações e mensagens recebidas e a todos os profissionais do corpo clínico do Hospital do Rocio. É com o coração apertado, mas sereno pela certeza de que os planos de Deus são perfeitos, que nos despedimos do nosso Marcelo. Para a Campo Largo que lhe deu vida, alegrias, filhos e frutos, nosso mais profundo sentimento de amor e gratidão”, disse a família em uma nota divulgada na manhã desta quinta-feira.

O Hospital do Rocio também lamentou a morte do prefeito. “Aos familiares, amigos e à população de Campo Largo rogamos que Deus ilumine e conforte vossos corações, concedendo-lhes paz, força e serenidade”.

Marcelo Puppi nasceu em Campo Largo em 2 de julho de 1959. Era formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Trabalhou na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), foi chefe de gabinete da Primeira Secretaria e subchefe da Casa Civil do Governo do Paraná – cargo que ocupou até 1998, quando se tornou assessor especial do governo.

Puppi colaborou com o Instituto Friedrich Naumann, onde ficou de 2002 a 2004, quando se candidatou a vereador e foi eleito; presidiu a presidência da Câmara e nas eleições de 2020, Marcelo Puppi recebeu 21.566 votos (39,26%) e foi reeleito prefeito da cidade. No dia 1º de janeiro, ele tomou posse no hospital em que estava internado.

Governo 

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), divulgou uma nota de pesar em que se solidariza com a família de Puppi. “Me solidarizo à família e amigos neste momento dor e tristeza. Meu profundo sentimento de condolências e de que a fé em Deus ampare seus corações, assim como o de todos os paranaenses que perderam pessoas queridas nestes tempos tão difíceis impostos pela Covid”, afirma o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *