Cianorte se aproxima de cinco mil casos e já tem 68 mortes por Covid-19

Com a confirmação dos 19 casos positivos de ontem, 18, Cianorte caminha a passos largos para a terrível marca de cinco mil casos confirmados de Covid-19 em 12 meses de pandemia. A Secretaria Municipal de Saúde, em seu último boletim epidemiológico informa que a cidade contabiliza até 68 óbitos, porém o documento da Secretaria Estadual da Saúde mostra que foram 69 mortes na Capital do Vestuário.

Se considerado os municípios que compõem a 13ª Regional de Saúde, que também tem sede em Cianorte, são 8.492 casos confirmados da doença e outras 116 mortes causadas pelas doenças em apenas um ano.

Dos 19 casos confirmados ontem, destes, oito tiveram contato com casos confirmados anteriormente. Os demais desconhecem a forma de contágio (transmissão comunitária). São 16 mulheres, com idades entre 25 e 86 anos e 15 homens, com idades entre 20 e 75 anos. Os outros quatro casos se referem a crianças e adolescentes com idades entre 1 e 15 anos

A 68ª vítima da Covid-19 em Cianorte é uma mulher de 38 anos, internada na Fundhospar no sábado, 13, e veio a óbito na terça-feira. Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde, a paciente possuía comorbidades.

VACINAÇÃO IDOSOS

A Prefeitura de Cianorte vai receber novas doses da vacina contra o coronavírus nesta sexta-feira (19), vindas do Governo do Estado. A estratégia é dar sequência à campanha de imunização na próxima semana, de segunda (22) a quarta-feira (24), na UBS da Zona 2, das 8 às 18 horas, em sistema drive-thru.

Na segunda-feira serão vacinados os idosos de 78 anos ou mais. Na terça-feira os de 77 anos, em duas etapas: das 8 às 12 horas para os nascidos de janeiro a junho e das 14 às 18 horas para os nascidos de julho a dezembro. Já na quarta-feira, será dia de vacinar idosos de 76 anos, também em duas etapas: das 8 às 12 horas para os nascidos de janeiro a junho e das 14 às 18 horas para os nascidos de julho a dezembro.

Para receber a dose, é preciso apresentar um documento com foto, carteirinha de vacinação e comprovante de residência. É importante lembrar que caso o idoso esteja em isolamento com suspeita de Covid-19 ou apresente qualquer alteração no estado de saúde, como sintoma febril ou gripal, não deve comparecer à vacinação, que será remarcada. Em São Lourenço e Vidigal será a domicílio.

O Conselho do Idoso reforça que a vacina é um direto da pessoa idosa e pede que os familiares ou cuidadores não deixem de levá-la para ser vacinada, lembrando que privá-la de itens e cuidados essenciais é crime previsto no Estatuto do Idoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *