Centro de Triagem já atendeu 639 pessoas

O Centro de Atendimento à Síndrome Respiratória, criado para atender pessoas com sintomas gripais e respiratórios, atendeu entre os dias 14 de maio a 4 de abril, 639 pessoas. O centro foi criado devido à preocupação da administração da cidade com o avanço dos casos de coronavírus.

Conforme a Prefeitura de Cianorte, a pessoa que tiver algum sintoma de síndrome gripal deve procurar o Centro de Atendimento à Síndrome Respiratória. No local, o paciente passa por uma triagem com a equipe de enfermagem e, na sequência, por consulta médica.

Além disso, se for necessário, ele realiza exames de sangue no centro, bem como a administração de medicação. Se for necessário raio-x, o paciente é conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Caso o paciente apresente um quadro grave, é imediatamente encaminhado à Fundação Hospitalar De Saúde Do Paraná (Fundhospar), antiga Santa Casa.

De acordo com a administração, se o paciente estiver entre o terceiro e o quinto dia de sintomas, a equipe coleta amostras e as envia para o Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen) fazer a testagem. Senão, é agendada a coleta de exame. Neste momento, o paciente também passa a ser monitorado pela Secretaria Municipal de Saúde e assina um termo se comprometendo a fazer isolamento domiciliar.

A grande maioria dos atendimentos é em adultos e, segundo a diretora técnica do local, Joelma Aguilera, a principal reclamação é com relação às dores e tosse. “A queixa mais frequente entre os pacientes é a tosse, seguida pela dor no corpo e dor de cabeça. Alguns relatam febre. Temos também pacientes que possuem problemas crônicos, como asma e bronquite, e que nos procuram porque acabam tendo dúvidas sobre os sintomas”, explicou.

A diretora reforçou que a unidade não trabalhará com o atendimento de emergência, mas com pacientes com sintomas respiratórios. “O paciente que está sintomático, com medo de um possível diagnóstico de Convid-19, vai vir até o centro e pode receber uma possível medicação até para uma influenza. Porque nem tudo é coronavírus. Temos que pensar que é o período da influenza, das pneumonias, asma, agora é inverno, isso pode acontecer”, esclareceu.

Conforme um dos membros da equipe de saúde, a maior parte das pessoas que buscam atendimento é formada por jovens. Além disso, são eles que mais apresentam medo nesta situação, pois, de acordo com o funcionário, são os que menos buscam se informar sobre o coronavírus e situação enfrentada pela cidade, estado e país.

Instalado no Centro de Eventos Carlos Yoshito, o centro de triagem possui 30 leitos, dois consultórios, salas de espera e de enfermagem. O seu funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.