“Que tenham responsabilidade sobre seus mortos”, diz secretário estadual da saúde sobre prefeituras que não aderiram novo decreto estadual

O último boletim da Secretaria Estadual de Saúde aponta 23.965 casos de coronavírus no Paraná, com 737 pacientes internados, entre UTI´s e enfermarias, e 650 vidas perdidas por causa da doença. Nesta semana, passou a valer um novo decreto do governo estadual, que amplia as medidas restritivas por pelo menos 14 dias em 134 cidades de sete regionais de saúde a maioria na região oeste, além da grande Curitiba.

Em entrevista ao vivo para a BandNews FM, o Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, afirma que o cumprimento das recomendações é de responsabilidade dos municípios e destaca que o principal objetivo é diminuir o número de mortes.

Ainda que a situação econômica seja comprometida, especialmente nos comércios, o secretário destaca a importância de frear o avanço dos números.

Caso as restrições destes 14 dias não sejam suficientes para estabilizar a contaminação por coronavírus, o prazo poderá ser prorrogado por mais sete dias. Mas, segundo o secretário, medidas ainda mais rigorosas poderão ser adotadas.

Desde o início da pandemia, o Paraná foi um dos estados com o maior controle do número de infecções por coronavírus no Brasil.

No entanto, o aumento do número de casos e o baixo índice de isolamento social vistos nas últimas semanas preocupa as autoridades de saúde.

O secretário afirma que todas as decisões estão sendo tomadas com base em estudos feitos por pesquisadores que têm acompanhado a evolução da doença desde que a pandemia chegou ao Brasil. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.