Balanço das eleições em Cianorte é positivo, apesar da pandemia

Da Redação

No começo do ano, as eleições municipais de 2020 seriam normais, mas com o início da pandemia vieram diversas discussões com relação às precações a serem tomadas e adiamento da data. Apesar disso, tudo ocorreu conforme o planejado, de acordo com o juiz eleitoral, Thiago Cavicchioli. “99% de sucesso absoluto”, disse.

De acordo com o juiz, a Justiça Eleitoral teve medo até de um possível cancelamento. “Ficamos muito nervosos no período, até com receio das eleições não acontecerem, mas a gente conseguiu agir de uma forma razoável, tomar todas as medidas de precaução necessárias, para que nossa eleição fosse um sucesso”, disse.

“Até boca de urna que costuma ter muito em cidades do interior, o pessoal comentou que teve muito pouco. Nós contamos muito com os próprios candidatos, vitoriosos ou derrotados, todos contribuíram com uma eleição limpa na Zona 88 (de Cianorte e Jussara)”, acrescentou Cavicchioli.

Segundo o juiz, a justiça contou com total cooperação de todos os candidatos. “Sempre que a gente falava ‘olha tal coisa está errada’, havia uma resposta imediata. Seja no sentido de parar com aquilo ou descontinuação. Foi uma eleição cooperativa e, por isso, acho que teve grande sucesso”, afirmou.

Para Cavicchioli, mesmo com alguns problemas, troca de urnas, os reflexos e resultados foram positivos. “Obviamente é um evento muito difícil, com muitas externalidades, fatores imprevisíveis que temos que lidar, ocorreu tudo bem. Como tudo na vida, o importante não é ter problemas ou quantos, mas colmo a gente lida com eles e soluciona”, esclareceu.

AQUELE 1%

De acordo com o juiz, a urna eletrônica é muito eficiente durante as eleições. Enquanto países demoram dias para apurar os votos, a urna agiliza todo o processo. Porém, neste ano, ocorreu um atraso de algumas horas.

“A urna eletrônica é muito eficiente, é um exemplo para o mundo inteiro como funciona. E ainda teve um pequeno probleminha na apuração. Aqui em Cianorte, por exemplo, a gente ficou com uma urna pendente de apuração, devido a um problema no computador no tribunal Superior eleitoral”, contou o Cavicchioli. “Acho que isso pode ser melhorado nas próximas eleições, mas tenho certeza e já estão sendo tomadas medidas para que isso seja resolvido, então 99% de absoluto sucesso”, afirmou.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *