Como diminuir os riscos na hora de comprar uma empresa?

Em termos de rentabilidade e ganhos, a compra de empresas pode oferecer diversas vantagens, além de diluir os riscos caso você esteja querendo empreender e não queira começar um negócio do zero. Mas para saber as vantagens e os riscos na aquisição de um negócio, primeiramente é preciso entender como funciona esse processo.

A compra de uma empresa é uma opção na qual o adquirente, normalmente uma companhia, compra participação em uma outra empresa que, no geral, é de menor tamanho. Essa aquisição pode ser total, parcial, majoritária ou minoritária.

Na compra estratégica de uma empresa, o que ocorre é uma aquisição total ou majoritária de outro negócio, integrando, assim, a operação da empresa adquirida à da empresa adquirente.

Quais as vantagens ao comprar uma empresa

A aquisição de um negócio pode trazer algumas vantagens para quem já tem uma empresa e está buscando crescimento “inorgânico”. Aqui listamos alguns benefícios:

  • Sinergia: A combinação de dois negócios pode trazer vantagens tanto financeiras, quanto em termos de distribuição ou ainda no sentido comercial e operacional. Isso significa mais acesso a fornecedores e a uma variedade maior de clientes.
  • Diversificação: Além disso, a aquisição de uma companhia pode oferecer à empresa adquirente maior presença em geografias diferentes, diversificando, assim, o negócio em localidades ainda não alcançadas pela estrutura atual.
  • Ganho de escala: O aumento de escala permite a diluição dos custos administrativos entre uma receita maior, melhorando, portanto, seu lucro.
  • Expansão: É importante pensar também no momento de mercado pelo qual o seu setor está passando, captando oportunidades de crescimento e expansão através da compra de um negócio similar.
  • Consolidação: Além de crescer mais rapidamente com a compra de um negócio, a empresa adquirente pode ainda se consolidar dentro do segmento de mercado no qual atua, reduzindo a concorrência.

Como reduzir riscos na compra de empresa

Agora que você  já sabe as vantagens de adquirir um negócio, é preciso analisar também os riscos, visando, assim, reduzi-los antes de fechar o contrato. A primeira coisa que o empreendedor precisa saber antes de comprar uma empresa é que os benefícios obtidos com a aquisição devem ser sempre maiores que o valor pago pelo negócio.

Isso significa que a decisão de comprar uma empresa deve estar alinhada com a sua estratégia de negócio, propiciando uma perspectiva de lucro. “Os principais pontos a serem considerados para diminuir os riscos na compra de uma empresa são: 1) seleção do target, 2) ter um valuation profissional, neutro e realista, e 3) a integração pós-fusão (Post-Merger Integration, ou PMI)”, explica Nestor Casado, CEO da Capital Invest – M&A Advisors.

Aqui explicamos um pouco sobre esses três riscos, e como não cair em armadilhas na hora de comprar uma empresa:

  1. Target inadequado

A escolha errada do target de aquisição é uma das principais armadilhas na aquisição de um negócio. Para saber se esse é, de fato, o alvo correto dentro da sua decisão estratégica, é preciso analisar se a empresa que está à venda é o melhor investimento; se há inúmeros negócios similares a esse no mercado; e se há alinhamento entre as companhias. E esse alinhamento precisa ser tanto estratégico quanto cultural.

Além disso, é preciso avaliar a reputação da empresa e quais sinergias podem ser geradas, com base no que já listamos acima.

  1. Valuation adequado

O segundo passo é analisar se o valor da aquisição é justo. Ou seja, se o valor da oferta é adequado, ou se está alto demais. Para isso, é importante avaliar a empresa adquirida, de preferência através de metodologias especializadas em compra e venda de empresas. O valuation da empresa a ser comprada deve ser realizado com base nos conceitos de análise fundamentalista, de forma simplificada, considerando o cálculo do valor presente dos fluxos de caixa operacionais da empresa adquirida, e adicionando posteriormente os fluxos das sinergias na empresa adquirente.

A avaliação de sinergias impacta diretamente no lucro do seu negócio após a aquisição. Isso porque, apesar de você calcular inicialmente o valor da empresa isolada, na prática, a empresa adquirida pode adicionar valor ao seu negócio após a integração. Mas é preciso ficar atento para não pagar um valor estimado por essas sinergias, pois muitas vezes elas são incertas ou dependerão da forma como vai ocorrer a integração dos negócios.

  1. PMI

É importante, após a aquisição, implementar o procedimento chamado “integração pós-fusão”, ou Post-Merger Integration (PMI) na hora de fechar o negócio. O objetivo do PMI é realizar as sinergias que foram previstas na elaboração da oferta para aquisição da empresa. É isso que vai gerar maior lucro ao seu negócio.

Para passar por todas essas fases na compra de uma empresa, você pode contar com assessorias especializadas em fusões e aquisições, como a Capital Invest, que oferece consultoria especializada em M&A, auxiliando investidores a adquirir empresas, diminuindo seus riscos.

Fonte: Capital Invest – assessoria especializada em fusões e aquisições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *