Fiep diz que vai reavaliar fechamento das unidades dos colégios Sesi no Paraná  

Depois do comunicado informando o fechamento de algumas unidades dos Colégios Sesi, figuras públicas de Cianorte e outras cidades se mobilizaram para que a estrutura não seja fechada. De acordo com o representante da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) em Cianorte, Beto Nabhan, a direção da entidade informou que o não fechamento será estudado e precisa de ajuda e apoio da sociedade, figuras públicas e sindicatos para que o colégio continue aberto.

A Fiep está criando um projeto piloto em Curitiba que trabalha com a metodologia atual e com a indústria em evidência dentro da estrutura dos colégios. Durante o mês de setembro o projeto será trabalhado na capital e a partir de outubro levado às outras unidades do Sesi. “Hoje o Colégio Sesi está voltado mais ao ensino do que à indústria. E eles querem mudar o sistema, acrescentar isso no que o colégio representa”, explicou o representante.

De acordo com o representante, o projeto será estendido a Cianorte e estudado. “Até o final de setembro o piloto deve ficar pronto, para que em outubro eles venham nessas unidades para que a gente possa estudar a proposta e criar um mecanismo para que o colégio não feche”, afirmou Beto.

“A Fiep terá uma propostas a ser feita e, em cima do piloto, nós, sociedade organizada, sindicatos, Rotary, vamos trabalhar uma maneira para segurar a escola aqui. E tenho certeza que vamos conseguir. Vamos lutar junto com a Fiep para manter o colégio”, acrescentou o representante.

Segundo Nabhan, para a Fiep as unidades de Cianorte, Campo Mourão, Umuarama e Paranavaí são unidades deficitárias. “Então eles precisam solucionar o problema. A sociedade, os alunos, o poder púbico vão ter que ajudar. Temos que nos juntar, sociedade organizada, associação comercial, demais órgãos, para entender o tamanho do déficit”, esclareceu.

Conforme o representante, o Colégio Sesi é de extrema importância para a qualificação da mão de obra. “Hoje temos multa dificuldade com a contratação, não temos pessoas qualificadas. Temos muita gente precisando de emprego, mas poucas pessoas qualificadas”, disse. De acordo com Nabhan, por Cianorte ser uma cidade repleta de indústrias é preciso de mão de obra especializada.

A partir do projeto piloto, as autoridades estudarão as propostas para que possam conseguir manter o colégio em Cianorte. “Nós vamos lutar”, finalizou Nabhan,

Na Capital do Vestuário, o Sesi conta atualmente com 90 alunos, destes, 40 estarão no último ano de ensino médio em 2021.

Fechamento

No início de agosto, a Fiep divulgou que seriam reduzidas 20% do número de vagas nos Colégios Sesi a partir de 2021.

Na época, em nota, a Fiep confirmou que a diminuição das vagas leva em conta o cenário atual e desafios do momento, considerando a viabilidade da oferta, o mercado local, a análise das necessidades da comunidade e da indústria paranaense.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *