Em oito dias, volume de chuva já é maior que junho e julho juntos

Conhecido por ser um mês seco e ter uma média história de chuvas de 58 milímetros, o mês de agosto de 2020 foi extremamente atípico. Desde o dia 12, as chuvas estiveram presentes em todo o Paraná, inclusive em Cianorte. Entre os últimos oito dias, a região registrou 157 milímetros de precipitação pluviométrica, quantidade maior do que a registrada nos meses de junho (120 mm) e julho (7 mm) somadas.

No dia 12 as chuvas começaram baixas com 3,6 mm e foram aumentando. No dia 15, último sábado, o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) registrou 23,4 mm de chuvas, no dia seguinte foram 6,2 mm. A partir do dia 17 as chuvas aumentaram, foram 22,6 mm. No dia 18, o Simepar registrou 25 mm e nesta quarta-feira, 19, foram 65,6 (até às 16 horas).

De acordo com o meteorologista do Simepar, Fernando Mendes, as chuvas devem seguir até sexta-feira, 21, mas em menor quantidade. Já na semana seguinte, o sol irá predominar.

O mês de agosto, conforme a média histórica, costuma registrar de 58 milímetros, mas nos últimos anos o registro foi diferenciado. Em 2019, o mês de agosto registrou 5,4 mm, muito abaixo da média; em 2018 foram 203,8, quatro vezes acima da média histórica. Já em 2017 foram 74,8 mm.

De acordo com Mendes, a quantidade expressiva de chuvas deste mês foi registrada devido a grande janela de estiagem presente no Estado. “A atmosfera acaba dando uma resposta à estiagem. A gente vinha com um período de estiagem mais longo – desde o ano passado – onde choveu muito pouco, e neste mês choveu mais. Foi uma resposta anormal, à uma situação também anormal”, explicou.

Apesar do número expressivo de chuvas, elas não são suficientes para recuperar os efeitos do período de estiagem. “O ciclo de estiagem é um processo que segue desde o ano passado, então para recuperar tem que haver um período de chuva tão longo como a estiagem. Precisamos de chuvas sequenciais. É preciso ou normalizar a quantidade de chuvas ou chover acima da média para reestabelecer a situação”, acrescentou.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *