Doações à ONG Amigos de Patas caem devido à pandemia

Da Redação

Com mais de 40 cães e 50 gatos, adultos e filhotes em lares temporários e no abrigo, a ONG Amigos de Patas não contou com a ajuda que precisava no último ano devido à pandemia. As doações recorrentes foram reduzidas e os projetos feitos pela entidade cortados.

De acordo com a presidente da ONG, Luzanira dos Reis Mendes, as dificuldades foram inúmeras, pois tudo foi muito escasso. “As doações este ano foram bem menores em comparação aos anos anteriores”, disse.

Luzanira ainda reforçou alguns itens de maior necessidade na entidade. “O que nós mais precisamos é de ração de cães e gatos para alimentar os abrigados, de lar temporário e de famílias em vulnerabilidade; combustível para manter o veículo nos atendimentos; material  de limpeza para manter a limpeza e higiene do abrigo; e voluntários”, contou.

As dívidas da ONG são inúmeras e constantes, desde atendimentos médico, remédios e ração. “As dívidas não param, pois tentamos pagar as antigas e fazemos novas quase todos os dias”, contou Luzanira.

No início da pandemia, a entidade começou a fazer máscaras com tecidos doados e as vender para empresas e público em geral. Valor que ajudou a sanar algumas dívidas, mas não a acabar com elas. “As máscaras ajudaram a reduzir essas dívidas, mas não foi suficiente e como surge necessidade de atendimento todos os dias, esses números não diminuem”, explicou a presidente.

“Iremos encerrar o ano com cerca de R$ 15 mil de pendências nas clinicas veterinárias, estoque de ração muito baixo”, contou Luzanira. Para ajudar com a situação da ONG, eles criaram uma campanha de arrecadação.

Segundo Luzanira, neste ano as colaborações por meio de doações espontâneas, promoções e vendas do bazar beneficente e Nota Paraná foram menores, enquanto que a procura por atendimento aumentou consideravelmente. “Os abandonos ainda permanecem em grande parte de gatos, neste caso sobra para a ONG, pois o canil municipal só atende a cães. E as emergências de atendimento aumentaram muito devido a situação das famílias frente aos problemas da pandemia”, contou.

Como colaborar

Para ser um colaborador, basta entrar em contato pelo número (44) 99887-7260 e escolher uma forma de contribuir.

Além disso, doações bancária podem ser feitas na Caixa Econômica Federal (Agência: 0569; Op: 013; Conta: 0079353-8; CNPJ: 11.188.720/0001-49)

Para 2021

De acordo com a presidente da ONG, Luzanira Mendes, a expectativa para o ano de 2021 é positiva. “Tivemos algumas PROMESSAS da futura administração, que esperamos sejam em partes cumpridas”, disse.

Luzanira ainda mencionou sobre a redução do abandono de gatos, devido ao número de gatas castradas. “Através da Secretaria do Meio Ambiente e dos convênios que temos com clínicas tivemos um grande número de castração, isso irá diminuir o abandono de filhotes”, afirmou.

“E com certeza acreditamos na bondade e solidariedade daqueles que sempre estão ajudando na causa”, finalizou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *