Defesas Social e Civil entregam 230 cestas básicas a entidades assistenciais

Por Assessoria PMC

Em Cianorte e nos distritos de São Lourenço e Vidigal, as ações realizadas pela Sociedade de São Vicente de Paulo (Vicentinos) e pelo Projeto Sou Vivo Não Uso Drogas, também responsável pelo CAPER e a Comunidade Terapêutica, receberam reforço na manhã de ontem (11). A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, e a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil efetuaram o repasse de cestas básicas às entidades assistenciais, sendo 150 para a primeira e 80 para a segunda.

Os alimentos são provenientes de uma solicitação ao Estado e visam colaborar com as pessoas que perderam a capacidade de subsistência por conta dos impactos causados pelas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus. “Sabemos da importância das entidades assistenciais, em especial, neste momento tão delicado, em que muitos tiveram a renda familiar prejudicada, o que acarreta uma situação de fragilidade socioeconômica”, destacou o secretário, tenente-coronel Elias Ariel de Souza, juntamente com o coordenador municipal da Defesa Civil, Valdecir Biasotto.

“A pandemia gerou muitos efeitos em nosso trabalho. Houve queda na captação de recursos para os projetos assistenciais e, em contrapartida, um aumento significativo da demanda por ajuda. Por isso, estas cestas básicas são de suma importância para conseguirmos dar suporte àqueles que estão em situação de vulnerabilidade”, disse o pastor Leonel Macedo de Oliveira, do Projeto Sou Vivo. O representante dos Vicentinos, José Roberto Bacarin, acompanhado pelo padre Sérgio Carris, prestou agradecimentos e ressaltou que os alimentos chegarão, inclusive, às famílias dos distritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.