Consumo de energia cresce 2,1% no segundo trimestre em Cianorte

O consumo de energia em Cianorte cresceu 2,1% no segundo trimestre de 2020. O índice foi impulsionado, principalmente, pela indústria, que apresentou aumento no consumo de energia 9,6%, além do setor rural que também teve aumento de 5,3%. Já as residências e comércio tiveram redução no consumo, de -2,1% e de -4,8%, respectivamente.

De acordo com o supervisor de Estudos de Mercado da Copel Distribuição, Rafael Arsie, o aumento do consumo de energia na indústria se deve à produção aviária. Além disso, como destacado pela empresa, a atividade econômica rural não foi tão afetada quanto o comércio e a indústria de outros setores, por isso também apresentou números positivos.

Além disso, o desempenho da classe rural reflete os bons resultados do agronegócio paranaense nos últimos meses, apesar dos efeitos negativos da pandemia.

Segundo dados da Copel, Cianorte possui são 34.406 ligações, sendo 1.889 rurais. Destas, 28.111 são residências, 630 indústrias e 3.243 pontos comerciais.

Em contrapartida, conforme levantamento da Copel, no Paraná o consumo de energia – que cobre 393 dos 399 municípios do Estado – caiu 5,9% no segundo trimestre. A queda no Estado foi motivada pela redução da atividade econômica em diversas áreas, em função dos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o supervisor Rafael Arsie, no Paraná a queda do consumo reflete nas medidas de isolamento implementadas a partir da segunda quinzena de março e que tinham como objeto a contenção da pandemia de coronavírus. “No período de abril, maio e junho as classes industrial, comercial e de poder público experimentaram expressivas taxas de decréscimos, por outro lado a classe residencial e rural apresentaram taxas positivas e compensaram em parte uma queda que poderia ter sido ainda maior”, esclareceu.

Primeiro trimestre

Analisando o primeiro semestre de 2020, Cianorte segue com o consumo acima na média paranaense. Na Capital do Vestuário, foi registrado um aumento de 1,5%, enquanto o Paraná apresentou uma queda de 2,6% no mesmo período.

No município houve retração no consumo do comércio ao longo do primeiro semestre, de 11,5%. Porém, os segmentos industrial, rural e residencial tiveram aumento no consumo, de 7,9%, 11% e 0,9%, respectivamente. O que resulta em uma variação positiva média no consumo de energia no município, na comparação com o mesmo período no ano passado.

Segundo Rafael Arsie,  estimativa para o segundo semestre deste ano no estado é de uma retomada no consumo de energia em patamares próximo do observado no período pré-crise.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *