Chuva segue abaixo da média na região

Apesar das chuvas dos últimos dias, os volumes médios de queda de água estão longe de atingirem a média. Em outubro choveu uma média de 62,8 milímetros na região, enquanto a média história de chuva é de 158,4 milímetros. Em novembro, até o dia 9, choveu apenas oito milímetros.

De acordo com a meteorologista do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), Larissa de Freitas, nesta semana ainda pode haver mais chuva, mas nada que seja significativo. “De forma geral não são chuvas significativas pra região, mas como o clima está instável no Paraná ainda podem ter registros durante semana. Porém nada volumoso e bem marcado”, afirmou.

Conforme Larissa, de acordo com a média histórica, os meses que, normalmente, apresentam mais registros de chuvas são os mais quentes. “A estação mais seca tende a ser o inverno. A tendência é que nessa transição da primavera até chegar à estação do verão é onde mais tem registro de chuvas”, disse.

Segundo os registros médios, além de outubro, novembro (150,5 milímetros) e dezembro (179,1 milímetros) são os mais chuvosos na região da Capital do Vestuário.

Porém, as chuvas não têm atingido a média em todo o Estado, desde o ano passado, o que causou a grave crise hídrica que os paranaenses enfrentam. “Em alguns pontos a seca está um pouco mais grave ainda. Mas aqui na região, por exemplo, tem chuvas abaixo da média por meses consecutivos. E a crise se estende desde o ano passado”, explicou a meteorologista.

Para que a crise fosse sanada, é preciso de chuvas regulares. “Quando temos muita chuva e depois mais 20 dias sem chuvas, não ajuda. A ideia é ter chuva com regularidade dentro da media ou acima desse volume”, esclareceu Larissa.

A meteorologista ainda reforçou que muita chuva durante apenas um dia, pode trazer mais perigos às regiões ao invés de colaborar com a situação hídrica.

Até outubro, foram registrados 822,6 milímetros. O mês que teve maior volume de chuva foi agosto, foram 189,2 milímetros. De acordo com a média história, agosto costuma registrar 58,5 milímetros.

Em contrapartida, choveu sete milímetros em julho, mês que registra uma média história é de 97,4 milímetros.

Já em 2019, até outubro, foram 756 milímetros. Durante o ano todo foram 1,2 mil milímetros. As chuvas se concentraram mais nos últimos dois meses do ano, quando choveu 146,8 e 353 nos meses de novembro e dezembro, respectivamente.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *