Ultrafreezers do IDR-Paraná podem receber vacinas da Pfizer

Agência Estadual

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR Paraná) colocou à disposição da Secretaria de Estado da Saúde três ultrafreezers para o armazenamento de vacinas da Pfizer contra a Covid-19. Os equipamentos mantêm a temperatura de -80º C, necessária para a conservação do imunizante em períodos mais longos.

O diretor de Gestão de Negócios do IDR-Paraná, Altair Sebastião Dorigo, informou que os três ultrafreezers são de uso dos laboratórios de Microbiologia de Solos, Virologia e Biotecnologia, em Londrina, no Norte do Estado. “Fizemos um remanejamento. Concentramos o material em outros freezers e liberamos esses equipamentos, tendo em vista a possibilidade de envio de vacinas da Pfizer para o Interior do Estado”, informou.

De acordo com Dorigo, os equipamentos são relativamente novos e estão em perfeitas condições de funcionamento. Ele enfatizou que, além disso, o instituto tem uma unidade geradora, o que evitaria problemas com possíveis quedas de energia. “É uma contribuição do IDR-Paraná para a comunidade numa eventual necessidade”, afirmou.

A diretoria do IDR Paraná também colocou à disposição da Secretaria da Saúde o espaço do Centro de Treinamento, também na estrutura do IDR Paraná em Londrina, que no momento tem pouca atividade em decorrência da pandemia, para servir como ponto de vacinação.

De acordo com a Secretaria da Saúde, as doses do segundo lote da vacina produzida pela Pfizer/BioNtec serão destinadas a Curitiba, Londrina, Cascavel e Maringá. No total, são 67,8 mil doses para as quatro cidades.

O secretário Beto Preto afirmou que a medida é uma forma de descentralizar a vacinação, dirigindo algumas doses para municípios de referência das macrorregiões de Saúde. “Serão em quantidades menores, vamos verificar os freezers, mas sempre solicitando que eles sejam exclusivos para esse armazenamento”, afirmou o secretário. A expectativa é de começar a distribuição no Interior na semana que vem.

 Alta performance 

Os imunizantes da Pfizer necessitam de armazenamento específico em freezers de alta performance por médio e longo prazos, o que restringe a logística de distribuição às cidades com infraestrutura para recebê-los. Até o momento, foram cerca de 100 mil doses do imunizante da Pfizer recebidas pelo Paraná. O intervalo de aplicação é de doze semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *