Noroeste pode ganhar rota de turismo religioso aliado ao meio ambiente

 

Agência Estadual

A região Noroeste do Paraná pode ganhar uma nova rota de turismo religioso, aliado ao turismo rural e de natureza. O Projeto Caminho dos Santuários foi apresentado ao secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, pelo bispo de Umuarama, Dom Frei João Mamede Filho.

Nunes também acompanhou, na segunda-feira (2), o Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos (CastraPet), em Iretama, e a doação de 7,5 toneladas de alimentos e rações a entidades filantrópicas.

De acordo com o projeto, a partir de um traçado já definido, a proposta é implantar uma rota regional, aumentando o fluxo de peregrinos (pedestres e ciclistas) nas localidades por onde a trilha passa, incentivando o crescimento da economia local e promovendo o desenvolvimento humano dos envolvidos.

A ideia é estruturar a rota, sinalizá-la e incluí-la nas rotas de turismo religioso do Paraná.

Ou outro objetivo é promover a conscientização para uma mudança de comportamento em relação às questões ambientais, despertando a importância de se preservar e cuidar do meio ambiente.

O secretário Márcio Nunes afirmou que há dentro da Paraná Turismo, vinculada à Sedest, um ponto de partida. “Temos um projeto dentro da Secretaria de sinalização turística e acho que podemos começar por aí, como um piloto”, afirmou.

“É uma maneira de se espiritualizar, praticar a sua fé, e também a atividade física, que traz ganhos para a saúde e qualidade de vida para a população”, afirmou o bispo. A ideia consiste também em aproximar o homem da natureza, com a promoção do turismo rural.

 A ROTA 

O Caminho dos Santuários surgiu em 2019, idealizado pelo grupo Amigos que Correm, dos municípios de Umuarama e Iporã. O primeiro trajeto realizado foi em um momento de fé para a cura de um câncer em um dos integrantes do grupo, que faleceu neste ano por complicações pós-Covid-19.

O trajeto total soma 65 quilômetros, tendo como ponto de partida a Paróquia Santo Antônio, em Iporã. Ele passa também nas cidades de Cafezal do Sul, na Paróquia São José Batista, e em Perobal, na Paróquia São Pedro.

 POTENCIAL

O turismo religioso é um dos segmentos mais importantes para o turismo paranaense, uma das modalidades que mais atraem visitantes e também que mais possui atrativos.

De acordo com um levantamento do Sebrae-PR, em parceria com a Paraná Turismo, em 2020, o turismo religioso foi o terceiro segmento com maior número de atrativos (299) no Estado. Destaca-se nesse contexto a região turística Terra dos Pinheirais, com 157 atrativos, 36 deles de cunho religioso.

Há outras rotas de turismo religioso no Paraná, como a Rota do Rosário, em Jaguariaíva e a Rota do Equilíbrio, em Irati. Além disso, está em estruturação o Caminho das Santas Chagas, em Borrazópolis, e a retomada das Missões Jesuítas da Vila Rica do Espírito Santo, em Fênix.