Operação aborda 150 e leva à delegacia mais 21 pessoas durante fiscalização

Da Redação

A fiscalização do Gabinete de Gerenciamento de Crise em Cianorte, responsável por garantir o cumprimento das medidas restritivas determinadas pelo decreto municipal, com apoio da 5ºCompanhia Independente da Polícia Militar em Cianorte (5ºCIPM), Polícia Civil, equipes da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Tutelar, e Agentes Municipais de Trânsito, deflagrou na sexta-feira, 28, a Operação Aifu-Covid-19. A ação ocorreu na área central e periférica de Cianorte e resultou em 150 abordagens, 21 autuações por CPF, um estabelecimento fiscalizado, 11 infrações de trânsito registradas, e quatro remoções de veículos. Durante a ação, uma van que pertence a 5ºCIPM foi utilizada para transportar os autuados para a sede da 5ºCIPM e posteriormente para a 21º Subdivisão da Polícia Civil em Cianorte para lavratura do Termo Circunstanciado.

Após um acordo com o Ministério Público (MP), as pessoas que tiveram multas aplicadas pela Secretaria Municipal de Saúde vão responder a um termo circunstanciado, perante o Juizado Especial Criminal de Cianorte, pelo descumprimento do artigo 268 do Código Penal Brasileiro, que indica infração de medida sanitária preventiva. As autuações administrativas são realizadas por o não uso de máscara, ou o não cumprimento do horário permitido para transitar pela cidade, que é de até às 21 horas.

Segundo o atual secretário de Defesa Social, tenente-coronel reformado da PM, Elias Ariel de Souza, muitos jovens abordados são reincidentes, e mesmo após autuados continuam aglomerando, desta vez em novos pontos da cidade, alguns deles não são moradores de Cianorte.

“Muitos jovens, inclusive menores de 18 anos, estão se reunindo em vias públicas, tanto na região central quanto em locais afastados, como na zona rural, em número grandioso e após o horário do toque de recolher. Isto é grave e preocupante, pois infringe a legislação e propicia a disseminação da Covid-19. Por isso, continuaremos empenhados nas ações de fiscalização”, citou o coronel Elias.

No sábado, 29, e domingo, 30, a operação teve continuidade, mas de acordo com o tenente da Polícia Militar, Pedro Henrique da Cruz Hahn, as ações não precisaram ser mais intensas, pois a maioria da população respeitou as medidas de restrições.

“A operação teve continuidade durante todo o fim de semana, e o resultado foi mais tranquilo. As ações surtiram efeitos, e a população ficou mais consciente. Essas ações integradas com cunho de prevenção ao novo coronavírus devem continuar nas próximas semanas”, citou o tenente Pedro Henrique da Cruz Hahn.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *