Dia D contra a gripe imunizou 2.018 pessoas no último sábado

Assessoria PMC

Em vigência desde 12 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve um cronograma especial no último sábado (19) em Cianorte. Todas as Unidades Básicas de Saúde, inclusive dos distritos de São Lourenço e Vidigal, prestaram atendimento das 8h às 17h, sem interrupção para o almoço. A ação imunizou 2.018 pessoas dos grupos prioritários e elevou a cobertura vacinal do público-alvo de 50 para 54%.

“Agradecemos a parceria do Corpo de Bombeiros, que realizou a tradicional carreata com o Zé Gotinha, assim como a todos os servidores que prepararam as UBSs com muito carinho e criatividade e que, diariamente, empenham esforços para que as campanhas de imunização se concretizem em nossa cidade”, destacou a secretária municipal de Saúde, Rebeca Galacci.

A campanha segue até o dia 19 de julho e a meta é atingir 95% dos grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de seis anos; gestantes; puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde e da educação; idosos acima de 60 anos; pessoas com comorbidades ou deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo, portuários, forças armadas, de segurança e salvamento; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas.

“É importante lembrar que a vacinação contra a influenza é essencial para prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, hospitalizações, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da enfermidade, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19. Por isso, fazemos um apelo às pessoas dos grupos prioritários, para que não deixem de receber a imunização, que protege contra três tipos de cepas do vírus: H1N1, H3N2 e B”, salientou a chefe da Divisão de Prevenção em Saúde, Aline Soares de Almeida Leal.

A aplicação da vacina contra a gripe segue nas Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. De modo geral, para receber a dose é preciso apresentar a carteirinha de vacinação e um documento com foto. Já os casos específicos: a caderneta da gestante; comprovante profissional; declaração médica de comorbidade ou deficiência permanente; declaração para vacina de profissional da educação ou da saúde.

Quem tomou a vacina contra a Covid-19 recentemente, deve aguardar um intervalo mínimo de 14 dias para receber a imunização contra a influenza. Em caso de doenças febris agudas, moderadas ou graves, a recomendação também é adiar. Quem está em isolamento com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus não deve comparecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *