Médico José Eduardo do Amaral morre vítima da Covid-19

Da Redação com Portal da Cidade

O médico José Eduardo do Amaral chegou em Cianorte na década de 70. Ele dedicou sua vida à área da saúde e, como presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (ACIC), mostrou sua liderança junto ao comércio local, alavancando as atividades da instituição. Nos últimos três anos, Amaral lutou contra o Alzheimer. Na última semana ele teve pneumonia em consequência da Covid-19, e não resistiu. O médico completou 80 anos há alguns dias.

Especializado em Homeopatia e Oftalmologia, do Amaral sempre procurou ajudar aqueles que mais precisavam, desenvolveu atividades pioneiras no país e que mais tarde ganhariam força.

Ainda no campo da medicina, foi um dos fundadores do Hospital São Paulo, na época com um modelo de unidade hospitalar que serviu como exemplo e base para outros lugares.

Por muito tempo atuou como membro do Conselho de Desenvolvimento. Sempre esteve envolvido em diferentes atividades beneficentes em diversas organizações. Em 2015 recebeu o título de Cidadão Benemérito de Cianorte.

Pelas redes sociais, Guilherme Maximo Amaral, filho do médico, comunicou o falecimento de seu pai. Segundo o filho, Amaral passou mal na mesma noite em que completou os oitenta anos. “Uma rápida pneumonia se instalou devido à Covid. Ele lutou por dias com a dificuldade respiratória, e nos deixou hoje, dia 17 de dezembro, às 22h40. Descansou, vinha sofrendo de Alzheimer há três anos, e já não se comunicava na maior parte desse tempo. Descansa em paz meu pai. Meu alívio é saber que parou de sofrer aqui. A gente se encontra no tempo certo”, disse Guilherme em sua rede social.

Cidadão Benemérito

Em agosto de 2015, José Eduardo Amaral recebeu o título de Cidadão Benemérito de Cianorte.

Na época, o presidente da Casa de Leis, o vereador Dadá, fez a entrega do título ao médico pela sua atuação na área médica e, também, em outros segmentos sociais.

Em 2004, a Lei nº 2.348 foi sancionada no município, concedendo a Amaral a titulação, mas o título foi entregue 11 anos depois.

“Não podemos deixar de reconhecer o trabalho de quem fez diferença em nossa cidade. Por isso, é uma grande honra poder prestar essa homenagem”, disse na época da entrega o vereador Dadá.

Naquele ano, ao receber o título, Amaral agradeceu a homenagem e contou histórias e experiências vivenciadas na Capital do Vestuário. Como disse na época, tudo o que havia feito era para tornar “melhor o lugar onde vivemos”.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.