Em Cianorte, taxa de ocupação da UTI de Covid-19 chega a 100%

A Unidade Terapia Intensiva de Coronavírus (UTI), do Sistema Único de Saúde (SUS), destinada aos casos de Covid-19 na Fundação Hospitalar do Paraná (Fundhospar), antiga Santa Casa, está com a sua taxa de ocupação em 100%. Os seis leitos disponibilizados estão ocupados. Além disso, na ala clínica do setor no SUS a taxa é de 66,67%, quatro dos seis leitos estão ocupados, conforme boletim divulgado no fim da tarde desta terça-feira, 17, pela Fundhospar.

No setor de convênios e particulares, a unidade clínica também está com 100% dos leitos ocupados, são apenas dois leitos. A UTI, que também possui dois leitos, não possui pacientes internados.

Os pacientes internados são de Cianorte, Cruzeiro do Oeste, Engenheiro Beltrão, Perobal, Rondon e Umuarama (que tem 100% das UTIs ocupadas por pacientes de Umuarama e região, bem como 90% dos leitos de enfermaria).

De acordo com o prefeito Claudemir Bongiorno a situação do Covid-19, tanto em Cianorte como no Estado, se complicou nos últimos dias. “O que tem de mais agravante nisso, é que o governo cortou UTIs e enfermaria do Covid-19. Cianorte cortou seis e mantém seis. Cortou também de Umuarama e região, por isso o município hoje manda pacientes para nós.

Temos pacientes de Rondon, que é da nossa região, mas temos de Umuarama, Perobal, Cruzeiro do Oeste, que não pertencem a nossa microrregião”, esclareceu o prefeito durante uma live nesta terça-feira, 17.

A redução no número de leitos destinados aos pacientes da doença ocorreu no dia 1° de outubro, por determinação da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa).

Para o prefeito, o que o município vivência hoje está relacionado ao feriado do Dia de Finados. “O reflexo disso do que estamos vivendo hoje foi do Dia dos Finados, que houve mais aglomeração de pessoas”, disse.

Além disso, segundo Bongiorno, as comemorações dos prefeitos e vereadores eleitos em toda a região também trarão reflexos negativos. “E queira ou não, na comemoração das eleições, em todos os municípios, não apenas em Cianorte, houve muita aglomeração de pessoas sem máscara, sem proteção. Acho que daqui cinco ou seis vamos ter um reflexo muito negativo”, esclareceu o prefeito.

Sem gerar despesas

De acordo com Bongiorno, devido ao término de seu mandato, há algumas atitudes que ele não pode mais tomar. “O próximo prefeito que vai ter que tomar as atitudes que ele acha correto, eu não posso, por exemplo, gerar despesa para o próximo prefeito. Então estamos estudando dentro do jurídico tudo o que podemos fazer dentro da legalidade”, disse o prefeito.

O prefeito ainda informou que se o governo não fizer outro decreto de calamidade pública; Ele será obrigado a desmontar o centro de triagem de doenças respiratórias criado no Yoshito Mori. “Por isso, estamos vendo o que podemos fazer para que possamos permanecer com o centro aberto”, reforçou.

Bongiorno pediu cuidado e atenção com relação à prevenção do coronavírus e disse ainda que pode tomar atitudes mais severas. “Se for preciso tomar alguma atitude vai afetar todo o nosso comércio, e pelo bem de uma vida, eu tenho obrigação de tomar atitudes”, disse.

Segundo o prefeito, o Comitê de Covid-19 do município se reuniria na tarde de terça-feira, para discutir assuntos relacionados à doença. Até o fechamento desta edição, reunião não havia sido encerrada.

Cianorte registra 29 resultados positivos para a Covid-19

A Secretaria de Saúde confirmou 29 casos de Covid-19 nesta terça, 17. Os novos contaminados são 15 mulheres, com 18, 25, 27, 30, 32, 33, 40, 45, 46, 48 (2), 55, 60, 73 e 90 anos; 13 homens, de 21, 22, 23 (2), 24, 26, 27 (2), 35, 41, 50, 51 e 52 anos; e um adolescente de 14 anos. Com os novos casos o município chega a 1.338 casos positivados.

Entre os confirmados, 12 tiveram contato com casos confirmados anteriormente. Os demais desconhecem a forma de contágio. Apenas o homem de 35 anos está recuperado, ou outros estão em isolamento domiciliar.

Dentre os casos registrados, 121 estão em isolamento, uma pessoa está na enfermaria, 1.200 estão recuperados e 16 óbitos foram registrados. Além disso, 102 pessoas estão em investigação e 71 seguem em monitoramento.

Em novembro, o município soma 134 casos confirmados. No mês passado, foram registrados 262 casos da doença, mas destes 200 eram de testes feitos há alguns meses e que foram reconhecidos pelo Ministério da Saúde algum tempo depois.

Os meses de agosto e setembro registraram 99 e 101 casos, respectivamente, quando ocorreu uma queda expressiva nas confirmações, depois do grande número de registros nos meses de julho (380) e julho (285).

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *