Cidades

“Recomeçar” auxilia mulheres vítimas de violência doméstica

Iniciativa da Defensoria Pública do Paraná em Cianorte incentiva o empoderamento e a superação do trauma
["As mulheres trocam experi\u00eancias e aprendem a superar o trauma da viol\u00eancia dom\u00e9stica "] (Foto: THINKSTOCK)

No ano em que a Lei Maria da Penha completou 12 anos, o projeto que atende mulheres vítimas de violência doméstica em Cianorte comemora três anos de atuação com histórias de superação e transformação de vidas. Batizada de “Recomeçar” pelas próprias participantes, a iniciativa Defensoria Pública do Paraná (DPPR) procura empoderar e fortalecer mulheres que sofrem ou já sofreram agressões por meio de encontros quinzenais com temáticas relacionadas ao assunto.

O projeto é coordenado pela assistente social, Grazielle Ganhão, e conta com a contribuição de outros membros da Defensoria e da rede de serviços do município. Ao todo, são realizados 20 encontros ao longo do ano com mulheres encaminhadas pela própria instituição, por órgãos municipais ou que procuram o serviço espontaneamente.

Segundo Grazielle, o perfil das participantes é diversificado, mas a maioria é de meia idade, tem baixo poder aquisitivo e já rompeu relações com o agressor. “As mulheres podem entrar e sair do projeto quando quiserem, então temos casos de desistentes e também de integrantes que estão conosco há mais de um ano. Nosso objetivo é que elas saiam daqui com outra postura e outra visão sobre si mesmas e entendam que podem viver fora de uma relação abusiva e violenta.”

Além dos encontros tradicionais, o projeto promove atividades que incentivam a convivência familiar e comunitária e conta com o apoio de empresas privadas para realizar ações diferenciadas. As reuniões do projeto acontecem a cada 15 dias, às quartas-feiras, na sede da DPPR em Cianorte, que fica na Avenida Maranhão, 255, no centro da cidade. Quem tiver interesse ou quiser mais informações pode ligar para o (44) 3637-2469.

O OUTRO LADO

A Defensoria Pública local também participa do projeto intersetorial que atende autores de violência doméstica, promovido pelo Ministério Público e pela rede de serviços da Prefeitura de Cianorte. Nesta ação, os encontros são semanais e novas turmas são formadas todos os meses, conforme encaminhamento da juíza responsável.

Os participantes são autores de violência doméstica com boletins de ocorrência registrados na Delegacia da Mulher ou na 21ª Subdivisão Policial. Nos encontros, eles são levados a entender os tipos de violência, os direitos da mulher e as consequências dos atos violentos. Além disso, recebem orientações sobre a rede de serviços municipal.

A equipe da Defensoria Pública é responsável pelo terceiro encontro do projeto, intitulado “Desconstrução de estereótipos de gênero e poder e reconstrução de laços saudáveis por meio de formas alternativas de resolução de conflitos: superando a violência doméstica contra a mulher”. Segundo a assistente social, cerca de 20 homens participam do projeto mensalmente.

SERVIÇO

A Defensoria Pública do Paraná em Cianorte atende as áreas da família e da infância e juventude, em casos de divórcio, pensão alimentícia, guardas, vagas em Centros Municipais de Educação Infantil, entre outros.

Para o atendimento, é preciso passar por uma triagem e comprovar que não possuir condições de pagar por um advogado particular. A Defensoria funciona de segunda a sexta-feira, das 12 às 17 horas.