Estado

Copel vai à Justiça para garantir pagamento de contas em lotéricas

Caixa Econômica Federal rescindiu contrato com a companhia de forma unilateral
Clientes da Copel têm menos opções para pagar a conta de luz (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Desde terça-feira (13) os paranaenses não podem mais pagar suas contas de luz nas casas lotéricas do estado. A mudança se deu porque a Caixa Econômica Federal rescindiu o convênio que mantinha com a empresa para pagamento de faturas de energia. A Copel informou que já está recorrendo da decisão do banco na Justiça.

Enquanto isso, os paranaenses ficam com menos opções para efetuar o pagamento. Além dos bancos, alguns estabelecimentos comerciais são credenciados pela companhia para receber os valores referentes às contas de luz, como farmácias e lojas.

Segundo a Copel, o contrato com a Caixa foi renovado em janeiro, e o recurso está em tramitação porque a rescisão contratual foi realizada de maneira unilateral, ou seja, partiu de uma decisão do banco e não contou com um acordo com a empresa de energia.

Neste tipo de contratação, as companhias pagam uma taxa por fatura para que os bancos aceitem o pagamento. A renovação com a Caixa foi feita com reajuste com base no INPC, conforme previsto em cláusula contratual, e possui vigência até janeiro de 2019. No entanto, em fevereiro o banco reivindicou um reajuste de 47% nesta taxa.

Para que a Copel analise o aumento na taxa exigido pela Caixa Econômica, o banco precisa fornecer documentos que comprovem a necessidade, o que ainda não aconteceu, de acordo com a companhia de energia.

Em seu site, a Copel informou que está adotando as medidas possíveis para resolver este impasse, visando a defesa dos seus clientes e também forneceu a lista completa de estabelecimentos que aceitam o pagamento da conta de luz em cada município do estado.

Em nota, a Caixa informou que houve um aumento significativo nos custos nos canais Unidade Lotérica e Correspondentes Bancários. Com isso, o banco iniciou negociações para realinhamento de tarifas de arrecadação. “Apesar de todos os esforços empreendidos pela Caixa, a Copel não consentiu com a proposta de realinhamento das tarifas e optou pela via judicial para tentar compelir a manutenção dos serviços, o que não aconteceu”, diz a nota.

CONTA EM PAPEL

Desde janeiro, a maioria dos clientes da Copel não recebem mais faturas em papel, porque todos que têm cadastro completo com a empresa e confirmaram seu e-mail no cadastro virtual passaram a receber a conta digital, diretamente no correio eletrônico. A companhia vem trabalhando desde o começo de 2017 para fazer a migração dos clientes para a forma digital de cobrança. Além disso, a companhia também oferece a opção de débito automático nos bancos, de forma que o valor já é descontado da conta bancária do cliente.

ONDE PAGAR

Em Cianorte, os locais que aceitam pagamento de conta de luz da Copel são: Drogaria Casofarma; Farmácia Santa Mônica; Agência dos Correios de Cianorte - Centro; Farmácia Adifarma; Drogarias Farmais; Drogaria Centerfarma; Unidade de Atendimento Cianorte Centro - avenida Maranhão, 30; Unidade de Atendimento Cianorte Pioneira - avenida Piaui, 722 e Unidade de Atendimento Cianorte São Lourenço - avenida Paraná, 22, distrito de São Lourenço.