Esportes

Cianorte Futsal faz história e se sagra Campeão da Copa do Brasil

["Goleira J\u00falia, capit\u00e3 e hero\u00edna do t\u00edtulo, comemora levanta a Ta\u00e7a de campe\u00e3o da Copa do Brasil"] (Foto: MARTINS NETO / TRIBUNA)

A noite do dia 22 de setembro de 2018 ficará para sempre na memória do torcedor cianortense. Com o Ginásio de Esportes Tancredo Neves, o “Tancredão”, lotado, o Baterias Júpiter/Unipar/Cianorte Futsal sagrou-se Campeão da Copa do Brasil de Futsal Feminino.

E foi com boas doses de emoção. Após empatar com o Tabão da Serra (SP) no tempo normal, por 2 a 2, a partida foi para a prorrogação. A igualdade persistiu no tempo extra e as equipes decidiram o título nas penalidades. Melhor para o Cianorte, da goleira e capitã Júlia Melz, que defendeu duas cobranças e foi a heroína da conquista. Nos pênaltis: Cianorte 3 x 2 Taboão da Serra.

Além do título, o Cianorte Futsal emplacou também a artilheira da competição: Jane Marques com sete gols. A conquista também garantiu o time cianortense na decisão da Supercopa, que reúne os campeões da Copa do Brasil e da Taça Brasil, para saber quem será o representante brasileiro na Copa Libertadores da América de 2019. A Taça Brasil será realizada em outubro e o Cianorte Futsal também estará na disputa.

O JOGO

Cerca de 1,3 mil pessoas estiveram no Ginásio de Esportes Tancredo Neves para prestigiar o jogo mais importante da história do futsal feminino cianortense. Em quadra, duas equipes invictas na competição e dispostas a ficar com o título. Como haviam empatado no jogo de ida, por 4 a 4, em Taboão da Serra (SP), a decisão estava totalmente em aberto. E foi justamente isso o que aconteceu. As duas equipes lutaram o tempo todo pela vitória e o torcedor acompanhou um belo espetáculo dentro de quadra.

O primeiro tempo foi intenso e equilibrado. Quem abriu o placar foi o time cianortense. Faltando 11 minutos para o término da primeira etapa, Vanessinha arrematou para o delírio do público presente. O empate das visitantes saiu quando faltavam apenas quatro segundos para o término do primeiro tempo. A arbitragem marcou pênalti após a bola bater no braço de Jane Marques. A reclamação foi geral. O time cianortense alegou que a infração foi fora da área. Aproveitando a chance, Luana Moura converteu a penalidade para o Taboão deixou tudo igual: 1 x 1. As equipes foram para o intervalo em igualdade no placar.

A segunda etapa foi ainda mais nervosa. O time visitante voltou melhor para o jogo e assustou a torcida cianortense quando faltavam 12 minutos para o final. A artilheira do Taboão, Luana Moura, voltou a balançar as redes e virou o jogo. O Cianorte, porém, não demorou a empatar. Trinta segundos depois, Ângela aproveitou o rebote e igualou a partida novamente. O duelo continuou equilibrado até o final da partida. Apesar de oportunidades criadas de ambos os lados, nenhuma equipe conseguiu desempatar a partida e o jogo terminou empatado: 2 x 2. O resultado levou a partida para a prorrogação, que teve dois tempos de cinco minutos. No tempo extra, o empate persistiu e a decisão do título foi nos pênaltis.

A emoção e o nervosismo tomou conta das arquibancadas do “Tancredão”. Quem abriu a série foi o Taboão da Serra, convertendo a cobrança com Paola Britez. Para o Cianorte, quem abriu a série foi Vanessinha, que acabou desperdiçando. Em vantagem, o Taboão foi para a segunda cobrança e converteu com Lôra, para desespero da torcida cianortense. Tudo parecia se encaminhar para um final triste para a torcida cianortense, mas a história se inverteu. Na segunda cobrança do Cianorte, Luana mandou para o fundo das redes. Foi ai que a estrela da goleira Júlia começou a brilhar. Na terceira e última cobrança do time visitante, a goleira cianortense defendeu com o rosto e manteve vivo o sonho do título.

Na última cobrança da primeira série, Jane Marques empatou a partida para o Cianorte, levando a decisão para as cobranças alternadas. E Júlia voltou a brilhar. Na cobrança de Drika, a goleira cianortense defendeu e encaminhou o título. Na última cobrança, Jejé converteu e deu números finais às penalidades: Cianorte 3 x 2 Taboão.

O “Tancredão” pulsou de alegria. O Cianorte Futsal acabava de conquistar o título mais importante da sua história.

“Foi um dia inesquecível com o Tancredão lotado e a torcida nos empurrando. Obrigado a todo nosso grupo de atletas e comissão técnica. Só nós sabemos as dificuldades que passamos para essa conquista” desabafou o técnico Cleverson Santana em sua página do Facebook.

Agora, o Cianorte Futsal volta as atenções para a Divisão A dos Jogos Abertos do Paraná, que estão sendo realizados em Londrina. A estreia do time cianortense é nesta terça-feira, 25, contra o arquirrival Telêmaco Borba.