Justiça Eleitoral já recebeu cerca de 60 representações durante campanha

Desde o dia 27, início das campanhas eleitorais, a Justiça Eleitoral de Cianorte recebeu cerca de 60 representações com denúncia de irregularidades nas campanhas dos candidatos a prefeito e vereador. Dentre as irregularidades mais comuns estão os cartazes fora do tamanho, propaganda em caminhão de empresa, cartazes de comitês, bandeiras fixas nas ruas, entre outros.

De acordo com o chefe de cartório eleitoral, Fernando César Severino, esta eleição trouxe mais trabalho à equipe. “Está mais trabalhoso do que nos outros anos. Acho que pelo poder aquisitivo dos candidatos. Eles investiram bastante juridicamente e qualquer coisa é acionada a Justiça Eleitoral pra verificar, propaganda irregular”, explicou.

Segundo Severino, os próprios candidatos apresentam a prova na petição e a Justiça verifica se está regulado ou não. “Fora as pesquisas que estão sendo impugnadas. A gente entra em contato por sistema e cumprimos as diligências para que sejam regularizadas”, esclareceu.

A partir de agora, além de novas representações que poderão surgir, a equipe da Justiça Eleitoral dará início a preparação para a eleição. O dia 5 de novembro ficou reservado para a geração de mídias e no dia 6 a carga e lacração das urnas. Na semana do dia 10, as urnas começarão a ser levadas aos colégios.

Votação

Em Cianorte, serão 532 mesários divididos em 133 sessões. Na última eleição foram 18 colégios à disposição da votação, mas neste ano, devido à pandemia, são 21. “Fizemos salas separadas, para não ter sala lado a lado e gerar aglomeração de pessoas. Alguns colégios foram criados, pois o estabelecimento não tinha sala suficiente”, disse o chefe de cartório.

A Escola Princesa Izabel, por exemplo, teve seis sessões que foram transferidas para Unipar, justamente pela questão das filas, uma forma de garantir à prevenção à Covid-19. A Justiça Eleitoral ainda vai divulgar todas as sessões alteradas, mas os eleitores podem baixar o e-Título e conferir sua sessão.

“Nós orientamos a baixar o e-Título, pois nele já está avisando onde o eleitor vai votar. E se teve alguma alteração na sessão dele – que são nesses casos da pandemia – já vai estar atualizado”, disse Severino.

Além disso, o e-Título também será uma ferramenta para a justificativa do voto. “O eleitor não vai precisar ir ao colégio se ele estiver fora da cidade. Basta ele acessar o e-Título e pela localização, ele já vai permitir a justificativa do voto. Dessa forma, já evitamos a aglomeração”, esclareceu.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda estabeleceu horário especial para pessoas idosas, que é até às 10 horas. “Estamos tomando todas as medidas para dar a preferência no dia da eleição”, disse Severino. Outras medidas ainda serão tomadas, mas o chefe de cartório reforça o uso da máscara e do álcool em gel para a higienização. 

Whats

Como explicou Severino, o WhatsApp é o meio oficial da Justiça Eleitoral para convocar e nomear mesários e citar, intimar candidatos ou empresas de pesquisa. “Até jornais, rádios, televisões podem ser intimados pelo aplicativo. Já o particular não cita por Whats, é pessoalmente, mas candidatos devemos usar o WhatsApp”, explicou.

Confira as seções que foram transferidas devido à pandemia

– As seções 79, 80 e 81 foram transferidas para a Escola Municipal João Bueno de Godoy (ao lado da Igreja Matriz de Vidigal);

– As seções 63, 151, 156, 160, 165, 171 e 178 foram transferidas para a Unipar, no endereço Avenida Brasil, 1.123;

– As seções 47, 48, 49, 50, 51, 52, 85 e 101 foram transferidas para o Cemic São José (na rua ao lado);

– As seções 70,71, 72, 84, 91, 97, 138 e 149 foram transferidas para a Escola Municipal Lídia Usuy Ohi (na lateral do mesmo colégio);

– A seção 34 foi transferida para a Escola Municipal Liomar Gomes (ao lado do colégio).

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.