Coluna ADI- PR

Pedágio PR
O chefe da Casa Civil, Guto Silva, afirmou que o pedágio do Paraná sempre foi um assunto delicado e cheio de polêmicas, e destaca que os contratos atuais estão acabando e que esse debate deve ser travado para uma escolha mais assertiva possível. “O  objetivo do nosso governo é ofertar uma tarifa bem inferior às praticadas atualmente e muitas obras de duplicação nas nossas estradas. Queremos proporcionar mais segurança e conforto para os usuários. Nosso compromisso é com a transparência, tarifas justas e obras para os paranaenses”, disse.

Erastinho no litoral
O deputado estadual, Michele Caputo (PSDB), informou que iniciou as tratativas com o Hospital Pequeno Príncipe para viabilizar a instalação de uma unidade avançada do complexo em Paranaguá, no litoral do Estado. “A ideia é formalizar uma parceria semelhante ao que ocorre com o Hospital Erastinho Gaertner. Com isso, as crianças de Paranaguá e região poderiam ser atendidas com consultas especializadas no litoral, sem precisar se deslocar para Curitiba. Vamos lutar para realizar mais este sonho!, destaca Caputo.

Sistema compartilhado
A Sanepar vem realizando há cerca de três meses uma série de estudos que podem indicar a viabilidade do uso da rede de esgoto para eliminar os fios expostos de telefonia, internet e de tv a cabo. Os 36.754 quilômetros da Sanepar em todo o estado poderão ser utilizados também como caminho para uma rede de fibra ótica robusta a ponto de suportar o novo sistema 5G. A lei sancionada pelo governador Ratinho Junior, dá novas atribuições à Sanepar, permitindo essa operação.

Crédito
O BRDE recebeu recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina, o CAF, no valor de US$ 4 milhões que irá beneficiar empresas paranaenses. De acordo com o vice-presidente e diretor de operações do BRDE, Wilson Bley, o objetivo da contratação de crédito é financiar projetos nas áreas de produtividade empresarial, eficiência energética, energias renováveis e agronegócios. “Com este crédito, já conseguimos dar suporte a quatro empresas do Paraná e auxiliar na geração do emprego do Estado”, afirmou.

Casa própria
A deputada federal, Luísa Canziani (PTB), destacou o início das obras do Conjunto Viver Bem, em Londrina. O conjunto habitacional é financiado pelo governo federal e conta com assessoria da Cohapar e da Cohab de Londrina. “Em breve, outras cidades do Estado e mais famílias serão beneficiadas com esse investimento. Para a construção do Conjunto Bem Viver está sendo investido cerca de R$ 115 milhões. O bairro vai oferecer toda a infraestrutura de mobilidade e deverá ser entregue em dois anos”, afirma Canziani.

Lindeiros
Reunião entre representantes da Itaipu Binacional e o Conselho dos Municípios Lindeiros foram apresentadas as principais demandas da região e a possibilidade de ampliar as parceiras e investimentos da binacional. “O trabalho integrado é fundamental para o desenvolvimento. Temos que trabalhar juntos, unir esforços. Esse sentimento de cooperativismo faz com que a gente chegue a resultados melhores”, disse o general Silva e Luna.

Lindeiros II
O presidente do Conselho dos Municípios Lindeiros, Leomar Rohden, lembra que Itaipu já é uma grande parceira da região – todos os 16 municípios lindeiros têm uma série de convênios com a binacional, além de receberem royalties. A intenção, agora, é ampliar essas parcerias, por meio de ações estruturantes que mudem a realidade da região, como a criação de um hospital regional, a construção de uma ciclovia que ligue Foz do Iguaçu a Guaíra, para ampliar o turismo local, entre outras.

Dengue
 A Secretaria Estadual da Saúde reforça o alerta à população sobre a importância de eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti para prevenção da dengue, boletim semanal registrou 324 a mais que o informe anterior. O secretário Beto Preto lembra que a dengue pode levar a morte. “Estamos vivendo a pandemia pela Covid-19, mas as outras doenças não pararam de fazer vítimas e a dengue é uma delas. Porém, para prevenir a dengue, nós sabemos o que fazer, não é novidade. Precisamos acabar com espaços e objetos que acumulam água, esses são os criadouros do mosquito”, disse.

Home Office
O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou  um estudo sobre o trabalho remoto no país durante a pandemia de Covid-19.  Em novembro de 2020, o percentual de pessoas em home office seguiu em redução, atingindo 7,3 milhões de pessoas trabalhando remotamente, o que representa 9,1% dos 80,2 milhões de ocupados e não afastados.   Desses, 57,8% eram mulheres, 65,3% eram da cor branca, 76% tinham nível superior completo e 31,8% apresentavam idade entre 30 e 39 anos. A maior concentração de pessoas trabalhando remotamente permanece no Sudeste (58,3%).

Safra Verão 
A Caixa Econômica Federal vai abrir uma linha de crédito de 6,5 bilhões de reais para os produtores rurais nesse primeiro semestre, por meio de operações do Crédito Rural destinadas ao financiamento da chamada “Safra Verão 2021/2022”.  Os recursos atendem a diversas finalidades, especialmente para financiar as despesas do ciclo de produção das principais culturas do país, como soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, bem como atividades pecuárias.

Indicações geográficas
O Brasil encerrou o ano de 2020 com 10 novas indicações geográficas e chegou à marca de 75 IGs. O volume de concessões é o maior da série histórica.   Entre os destaques, está Antonina – Paraná, com a bala de banana, como indicação de procedência, que por sua vez, reconhece a tradição de uma região na fabricação de um bem.

Reformas 
Representantes do setor produtivo participaram da abertura do seminário RedIndústria, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Destaque para a urgência das reformas tributária e administrativa, da aprovação dos novos marcos ferroviário, do setor elétrico e da nova lei do gás. Armando Monteiro, ex-senador e ex-presidente da CNI, defende que as reformas tributária e administrativa caminhem juntas como prioridades para, por um lado, reduzir os gastos da máquina pública e, de outro, atrair mais investimentos para o Brasil.

Desafio
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) considera que o principal desafio dos novos presidentes do Senado Federal e da Câmara dos Deputados será colocar em votação e aprovar pautas urgentes, em especial as reformas tributária e administrativa. “Apenas com a implementação de reformas estruturais será possível atrair investimentos e gerar mais empregos e renda para a população”, afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

Tecnova II
O Programa Tecnova II,  parceria entre o Governo do Paraná e executado pela Fundação Araucária e a Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (FINEP-MCTI), investirá R$9 milhões em inovação englobando projetos de enfrentamento ao coronavírus. A Tecnova II é uma grande incentivadora da inovação tecnológica, e no estímulo de novos talentos presentes no âmbito das micro e pequenas empresas paranaenses.  O programa apoia empresas com sede e foro no Paraná, com faturamento bruto anual de até R$ 16 milhões.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *