ADI-PR

Calendário de vacinal
O Governo do Paraná divulgou o calendário de vacinação contra a Covid-19 para população geral acima de 18 anos. Segundo o levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 3.804.025 paranaenses deste grupo devem tomar pelo menos a primeira dose do imunizante até 30 de setembro. A vacinação deve acontecer em ordem decrescente, alguns municípios já registraram aplicações de doses em faixas etárias menores.

Calendário de vacinal II
As datas previstas para vacinação serão as seguintes: 4 de junho a 18 de julho – 59 a 40 anos (fase já iniciada); 19 de julho a 22 de agosto – 39 a 30 anos; 23 de agosto a 19 de setembro – 29 a 20 anos e 20 a 30 de setembro – 19 e 18 anos. A Secretaria orienta que os municípios podem expandir a imunização para outras idades, de acordo com a disponibilidade de doses.

Nova Ferroeste
Foi apresentada aos  representantes das cidades da Região Metropolitana de Curitiba e do Litoral,   a nova ferrovia de 1.285 quilômetros e o resultado dos estudos preliminares de demanda e engenharia. “Estamos apresentando os primeiros levantamentos que já temos em relação ao traçado e capacidade e recebendo a contribuição da sociedade”, explicou o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Nova Ferroeste II
Pelo planejamento, será construída uma estrada de ferro entre Maracaju, maior produtor de grãos do Mato Grosso do Sul, até Cascavel, no Oeste Paranaense. De lá, o trem segue pelo atual traçado da Ferroeste com destino a Guarapuava – os 246 quilômetros de ferrovias atuais serão modernizados –, até se ligar a uma nova ferrovia que vai da região Central do Estado ao Porto de Paranaguá, cortando a Serra do Mar. Há previsão, ainda, de um novo ramal entre Cascavel e Foz do Iguaçu.

Partido Liberal
O deputado Fernando Giacobo, presidente do Partido Liberal (PL) no Paraná, comemorou nesta semana a eleição do trigésimo terceiro prefeito no estado. Serginho Faust (PL) foi eleito prefeito do município de Nova Prata do Iguaçu com 51% dos votos válidos. “O PL ficou em segundo lugar no ranking de prefeitos eleitos nas eleições de 2020, com 33 prefeitos, 17 a mais do que na eleição de 2016”, disse Giacobo, já contando com o novo prefeito pratense. “O Partido Liberal só fica atrás do PSD, partido do governador, que elegeu 128 prefeitos.”

Ata nacional
Governadores da Região Sul e do Mato Grosso do Sul definiram duas propostas a serem apresentadas ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, relativas à pandemia de Covid-19, a criação de uma ata nacional de preços de insumos e medicamentos e de um plano nacional de diagnóstico e cirurgias eletivas para o pós-pandemia. Os governadores destacaram que os diagnósticos e cirurgias eletivas estão com os atendimentos represados desde o início da pandemia.

Robótica
O hospital Erastinho, realizou pela primeira vez uma cirurgia robótica em uma criança de quatro anos em Curitiba. Esta é a primeira vez que o procedimento é realizado em uma criança com menos de 10 anos no Sul do Brasil e também foi um dos primeiros em casos oncológicos pediátricos a empregar essa tecnologia no país.  A operação foi realizada de forma robótica para a retirada do rim com tumor. A opção é menos invasiva e proporciona uma recuperação mais rápida.

Ritmo Acelerado
Guaraqueçaba, no Litoral do Paraná, é o município onde a vacinação contra a Covid-19 está acontecendo de forma mais acelerada no estado. Nesta semana as equipes de saúde começaram a vacinar os jovens de 18 anos. “Até o final dessa semana, 100% de toda a população acima de 18 anos terá recebido pelo menos a primeira dose da vacina”, diz a prefeita Lilian Ramos Narloch.

Conta subiu
O diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone, disse que a bandeira vermelha, a mais cara cobrada sobre a conta de luz, deverá subir mais de 20%.  Em junho, está vigente a bandeira vermelha nível 2, que cobra R$ 6,24 para cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. A agência discute elevar essa cobrança para R$ 7,57 a cada 100 kWh.

OCDE brasileira
O Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), composto por Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, aprovou a proposta de um plano de desenvolvimento integrado do grupo até 2040. A ideia é que, a longo prazo, o plano transforme a união dos quatro estados em uma “OCDE brasileira” – referência à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, instituição internacional que reúne 38 países em prol do crescimento de suas economias locais.

Testes de antígenos
O deputado Michele Caputo (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Coronavírus, reiterou a importância da retomada dos testes antígenos para controlar a taxa de contágio da covid em alta no país e no Paraná. “O Instituto de Biologia Molecular do Paraná começou a produzir o teste de antígeno e ficou claro a confiabilidade e o resultado mais rápido. Portanto, há a necessidade de se trabalhar em larga escala com os testes e isso é importantíssimo para controlar essa taxa de contágio que é muito alta”, disse.

Bandeira laranja
A Prefeitura de Curitiba anunciou a prorrogação da bandeira laranja por mais uma semana. Com isso, o novo decreto vale até o dia 23 de junho e, entre as novidades, permite o funcionamento de mercados e restaurantes aos domingos. Também poderão funcionar aos domingos o comércio de hortifrutigranjeiros e comércio de alimentos para animais. A liberação das atividades essenciais aconteceu após diálogo com representantes das categorias. Houve comprometimento de adesão aos protocolos e medidas de controle da pandemia nesse novo decreto.

Ganhando espaço
O grupo paulista Notre Dame Intermédica anunciou a compra do Hospital Maringá, no município do Noroeste paranaense, por R$ 92 milhões. Em 2019, a empresa adquiriu a operadora de planos de saúde Clinipam, uma das mais renomadas do Paraná. No ano passado, entre outubro e novembro, o grupo paulista anunciou também a compra da maternidade Santa Brígida, de Curitiba, e o Hospital do Coração, de Londrina.

Futuro do Patriotas
A filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Patriotas, ainda a ser efetivada, parte da garantia de que ele terá o controle do partido, do qual seria presidente de honra, e a mudança de denominação. O ex-Partido Ecológico Nacional (PEN) passaria a se chamar Aliança Pelo Brasil, cuja fundação a pandemia congelou. O novo nome poderá ser consagrado na mesma convenção que receberá festivamente a filiação do presidente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *