Primavera começa com altas temperaturas e pouca chuva

Temperaturas mais altas e dias floridos e coloridos. É o que a primavera, que se inicia no dia 22 de setembro e vai até 21 de dezembro traz. A estação, que marca a transição entre o inverno e o verão, traz sol e temperaturas que podem chagar até os 40°C nos próximos dias.

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) Simepar, a nova estação será influenciada pelo fenômeno La Niña, que traz poucas chuvas, reduzindo a média para a estação.

Segundo a meteorologista, Larissa Freitas, a primavera marca a troca das estações. “De forma geral, em relação à temperatura, elas aumentam mais na primavera, em comparação ao inverso. Teremos temperaturas mais altas e algumas tempestades”, afirmou.

Apesar disso, o fenômeno pode impactar. “O La Niña vai impactar nas chuvas e deve fazer com que as chuvas sejam mais irregulares, influenciando no volume de precipitação”, esclareceu a meteorologista.

Os meses de setembro possuem uma média histórica de 100 milímetros de chuvas, mas neste mês ainda não houve registro. De acordo com a meteorologista, as chuvas serão mais escassas. “Vai ser abaixo da média. E em outubro, que possui uma média de 160 milímetros, também deve ser abaixo. Acontecerão temporais ao longo da primavera, mas o fenômeno vai impactar no volume”, explicou.

De acordo com Larissa, logo no início da primavera Cianorte terá tempo estável. “Nos próximos dias não há perspectiva de chuva, então as temperaturas devem se elevar gradativamente”, explicou. “A máxima nesta terça-feira (primeiro dia de primavera) chega a 26°C, mas chega até 35°C até o fim da semana”, acrescentou.

Na última semana de setembro e começo de agosto, as temperaturas máximas vão variar entre 30 a 40°C, e as mínimas de 19 a 25°C.

Fonte: Simepar

Flores

Em Cianorte, é comum ver as Sibipirunas, que trazem o amarelo vivo a toda a cidade, e os ipês brancos, além de diversos outros tipos de flores que embelezam a cidades e comtemplam a chegada da primavera. “Ipês brancos, Jacarandá, árvores urbanas, Sibipiruna, Canelinha, Samambaia, árvore do dinheiro. Mas a maior parte da fauna é formada pela Sibipiruna, com flores amarelas em toda a cidade. E também há muitos Ipês brancos florindo”, disse a chefe da divisão de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e bióloga, Cristiane Roco.

De acordo com a bióloga, há cerca de quarenta anos todas as cidades tinham em sua arborização urbana as árvores de flores amarelas, por isso ela é tão como na Capital do Vestuário. Hoje em dia, a variedade de cores é mais visível e fica ainda mais bela durante a pandemia.

Animais

Além das flores e clima quente, a primavera também é a época em que diversos animais silvestres começam a aparecer. “Nessa época, com é tempo de sair pra a reprodução e pela busca de alimento temos incidência de animais silvestres em geral”, explicou a chefe da divisão de Educação Ambiental. “Às vezes saem porque tiveram num período de hibernação no inverno e agora saem em busca de reprodução”, acrescentou.

Segundo Cristiane, durante a primavera são feitos de dois a três resgates de animais por dia. “No domingo, resgatamos um gavião e nesta segunda, uma cobra. Temos muitas maritacas também”, disse.

De acordo com Cristiane, caso alguém encontre algum animal silvestre é preciso ligar para a Secretaria do Meio Ambiente ou para o Corpo de Bombeiros. “Nós fazemos o resgate e soltura do animal. Não orientamos a mexer nos animais, pois eles são silvestres e não temos como saber a reação”, reforçou.

Primavera traz cores e muito calor à cidade. Foto: Renata Martins

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.