Pequenos municípios aderem ao decreto do governo e adotam isolamento a partir de 2ª

Ao que tudo indica, 10 dos 11 prefeitos dos municípios que compõem a microrregião da Associação dos Municípios do Médio Noroeste do Paraná (Amenorte) estão dispostos a atender as determinações previstas no decreto 4942/2020 assinada pelo governador Ratinho Junior na terça-feira, 30, e que prevê o controle mais rígido de funcionamento das atividades econômicas do Estado consideradas não essenciais por 14 dias.

Entre as 11 cidades da região, a única que ainda não se manifestou foi, justamente, Cianorte. Polo regional do Médio Noroeste e maior cidade da região com 82 mil habitantes, a Capital do Vestuário vive momentos de incerteza com a possibilidade do fechamento de boa parte da sua atividade econômica. Desde a divulgação do decreto na terça-feira, a Prefeitura de Cianorte não se manifestou sobre ao assunto, se limitando a publicar um comunicado em redes sociais informando que, por enquanto, o que continua valendo são os termos do decreto 126/2020 assinado pelo prefeito Claudemir Bongiorno.

Enquanto o prefeito de Cianorte aguarda para tomar uma decisão, as prefeituras de São Manoel do Paraná, São Tomé, Japurá e Jussara já se anteciparam a publicaram decretos informando a população que os municípios aderiram às determinações do governo estadual e sugerem o controle da atividade econômica para evitar aglomerações no comércio, indústria e setor de serviços.

O prefeito de Jussara e presidente da Amenorte, Moacir Pereira Valentini, o Tatinha, disse nesta sexta-feira, 3, no começo da noite, que não há como não atender a determinação do governo estadual. “Trata-se de uma situação de saúde pública e que envolve vidas humanas. Os hospitais estão ficando lotados, está faltando profissionais na área de saúde e daqui a pouco vai começar a faltar insumos, medicamentos e até equipamentos de proteção. Se não fizermos algo agora, a situação tende a ficar mais grave e fora do controle. Por isso, achamos melhor atender o que determinou o governo estadual”, disse o prefeito.

Por outro lado, ainda na sexta-feira, o prefeito de Cianorte, Claudemir Bongiorno fez mais uma live em suas redes sociais, mas evitou falar sobre o decreto estadual. Aproveitou o tempo para comentar a liminar da Justiça que permitiu que supermercados e mercados permaneçam abertos no sábado até às 20 horas e no domingo até às 18 horas, deixando sem efeito as normas de um decreto seu que proibia a permanência desses estabelecimentos com as portas erguidas nesses horários. O prefeito usou pouco mais de dois minutos para dizer que, já que uma grande rede tinha conseguido a autorização para permanecer aberta, que os estabelecimentos pequenos também tivessem o mesmo tratamento e pudessem atender seus clientes.

A liminar assinada na quinta-feira, 2, pelo juiz João Alexandre Cavalcanti Zarpellon, titular da 1ª Vara Cível e da Fazenda Pública de Cianorte, autorizou a abertura de supermercados e mercados em horários expandidos aos sábado, domingos e feriados atendendo a um pedido de uma rede de supermercados com duas lojas na cidade, porém o magistrado deixou claro em seu despacho, que a decisão era extensiva a todos os estabelecimentos do gênero na cidade.

Também nesta sexta, além do Cidade Canção, a rede de supermercados Planalto e a direção da loja do Paraná Supermercados confirmaram à reportagem que já tinham decidido aderir à decisão liminar concedida pela Justiça e estender seu atendimento no sábado e domingo.

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.