Futuro secretário promete mais atenção à Feira do Produtor

Durante essa semana a discussão sobre a revitalização da Praça Itamar Orlando Soares, espaço da Feira do Produtor, e da nova avenida que passará pelo local improvisado da feira (próximo a Provopar) mexeu com os feirantes e administradores locais. Por estarem no meio do fogo cruzado, sem saber sobre a retomada das obras da praça ou se terão que mudar novamente de lugar, Associação da Feira do Produtor Rural de Hortifrutigranjeiros de Cianorte buscou a ajuda da nova administração de Cianorte, que vai assumir o comando da cidade em 2021, que prometeu que dar atenção completa a essas questões.

O novo secretário de agricultura, Anizio Menarin Filho, foi convidado para participar da reunião da associação. Segundo o futuro secretário, a administração fará o que for preciso para ajudar os feirantes. “Eles estão com dois problemas: o lugar deles com obra inacabada e onde estão vão ter problemas, pois vão derrubar dois banheiros e deslocar duas barracas. Então conversando com o Marco Franzato, o que podemos prometer a eles, é que assim que assumirmos vamos negociar com relação ao projeto, para que o lugar seja concluído o mais rápido possível”, esclareceu.

Além disso, Menarim ainda disse que conversou com a Companhia de Melhoramentos, que realiza as obras da avenida, para que não derrubassem os banheiros até o final do ano. “Como vão entrar em férias coletivas, eles disseram que não tem problema”, explicou. A conversa com a companhia aconteceu no último fim de semana, como contou Menarim.

O secretário afirmou que a negociação com a construtora que faz a revitalização da praça Itamar Orlando Soares, não será rápida, mas que a nova administração dará todo o apoio para ajudar os feirantes a mudarem do local improvisado devido às obras da avenida, se necessário.

“Temos consciência de que a negociação com a empresa não vai ser tão rápida, mesmo que consiga negociar valores. E se continuarem com problemas e quiserem mudar o local das barracas, pensamos até no estacionamento do campo de futebol, trazer para esse local, até que terminem a praça”, disse o novo secretário.

Menarim prometeu dar apoio aos feirantes e ainda reforçou que em sua secretaria vai fazer uma divisão para dar apoio a essas associações e fazer com que sejam melhores atendidos. “Precisamos dar um apoio. A Feira do Produtor é a maior feira do Paraná nesses moldes. Ali estão 70 famílias de agricultores que produzem quase tudo que vai á mesa do cianortense. A feira foi fundada há cerca de 50 anos, é a menina dos olhos da secretaria. Vamos dar todo o apoio”, disse o novo secretário.

“Mesmo não tendo assumido a secretaria da Agricultara ainda, considero que essa ação dos banheiros e conseguir segurar as máquinas para as obras da nova avenida como uma conquista nossa”, concluiu.

No meio do fogo cruzado

Enquanto as obras da praça Itamar Orlando Soares continuam paralisadas, os feirantes ainda aguardam a indefinição da nova avenida que vai passar pelo local onde os pequenos produtores foram alojados para vender seus produtos.

“O que a gente quer é voltar para o nosso local. Sempre que cobramos a secretaria (de Agricultura) cada um fala uma coisa. A gente sabia, mais ou menos, que a obra tinha parado, e agora a história da avenida, que ia tirar os banheiros. A gente não queria sair dali agora, queríamos o nosso local definitivo”, disse o presidente da Associação da Feira do Produtor Rural de Hortifrutigranjeiros de Cianorte (AFEPRUHCI), Marcos Rogério Scamardi.

De acordo com o presidente, a obra na praça era para ter ficado pronta em nove meses, mas já se passou um ano. “Não procuramos mais a atual gestão. Não sabíamos mais qual era o certo, ficam os dois brigando (a construtora e a prefeitura) e a gente no meio, sendo jogado para lá e para cá”, afirmou.

Por isso, a associação decidiu entrar em contrato com a nova administração. “Procurei o novo secretário e expus o nosso problema, eles falaram que vão nos dar apoio”, esclareceu Scamardi.

De acordo com o presidente, a nova secretaria disse que vai colaborar na agilidade da obra da praça e ainda que conversou com a companhia para que os banheiros não fossem demolidos. “O que foi passado é que os banheiros não serão mexidos, e que a partir de janeiro, vai ser discutido novamente. Isso nos acalmou um pouco, dá tempo da gente respirar, e se tiver que realmente ir para outro lugar, nós vamos. Mas agora vamos conversar, nos organizar e resolver com mais calma”, acrescentou.

Para Scamardi, a situação que a feira passa é uma falta de consideração. “A gente não queria sair do local improvisado agora, nos acostumamos e o freguês também. Quando mudamos caiu muito o movimento da feira, e tem feirante que reclama até hoje. Se formos remanejados novamente, será complicado”, desabafou o presidente.

Para o feirante Rafael Ribeiro da Cunha, as informações passadas aos produtores são mínimas. “É muita falta de informação. Um fala uma coisa, outro fala outra. E nós ficamos no meio. Os maiores prejudicados não são eles, é a gente”, disse o feirante.

“Ficamos nesse vai e volta. Estamos aqui, aí agora querem passar a avenida. Pelo que ficou entendido vamos ter que sair, ou vão destruir os banheiros e tirar algumas das nossas barras para continuarmos, mas é vantajoso ficar aqui com maquinário trabalhando no ano que vem? A única verdade é que já era para termos voltado para o nosso cantinho há muito tempo”, afirmou.

“Temos o nosso cantinho, queremos apenas que terminem o que começaram para que a gente volte pro nosso lugar”, finalizou Cunha.

Depois de reportagem da TRIBUNA, prefeito visita as obras na praça da Feira do produtor

Em live publicada no perfil da Prefeitura de Cianorte, a administração reforçou que a obra da Praça Itamar Orlando Soares foi paralisada e não abandonada. O secretário de desenvolvimento e engenheiro Nelson Magron, disse que a empresa foi notificada algumas vezes para que retomassem a obra, mas como não foi retomado o serviço a prefeitura precisou tomar atitudes e entrar com processo administrativo.

De acordo com Magron, a administração ainda acrescentou mais quatro meses no prazo de execução do projeto, tendo em vista a justificativa que a empresa apresentou devido ao período de pandemia e aumento do preço dos materiais. “Só que infelizmente após um ano de obra, não tem nem metade da obra medida, a empresa não cumpriu com o cronograma. Tiveram várias situações de irregularidades que não foram atendidas pela empresa. Então pensando na população e em quem vai passar pela a praça, exigimos que fosse feito um processo administrativo contra a empresa que é o que estamos aguardando agora”, disse o secretário.

O prefeito Claudemir Bongiorno afirmou que era de grande interesse entregar a obra aos produtores, mas que isso ainda vai demorar. “Agora não temos alternativa a não ser fazer um procedimento contra ela, para depois fazer outro processo de licitação para terminar a obra. Não vamos entrega-la, mas o dinheiro esta na conta. Outra empresa vai terminar, eu só peço paciência aos produtores”, disse o prefeito.

“Não vamos esperar o outro prefeito assumir, vamos fazer tudo o que a lei permite a partir de agora”, concluiu o prefeito.

Secretário de desenvolvimento Nelson Magron e o prefeito Claudemir Bongiorno durante visita às obras da Praça da Feira do Produtor
Foto: Reprodução

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.