Depois de protesto, avicultores aguardam posição da Avenorte 

Mais de uma centena de avicultores integrados à Avenorte fizeram uma protesto contra os preços praticados pela empresa no sábado, 25, pela manhã. Em carreata pelas principais avenidas da cidade e com ponto de dispersão em frente à planta industrial do abatedouro de aves, os produtores reclamaram que o preço pego pelo quilo do frango produzido em parceria com a empresa e depois entregue mal cobre os custos de produção de atividade.

Segundo a Comissão para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadec) e Associação dos Avicultores de Cianorte (Aavic) muitos produtores contraíram financiamentos em instituições bancárias para poder aumentar ou reformar seus aviários, e não estão conseguindo honrar os compromissos assumidos. Sem rentabilidade da porteira para dentro, muito consideram até parar a atividade se a Avenorte não revir sua política de preços.

Atualmente a Avenorte pega aos seus integrados R$ 0,2816 por quilo de frango produzido. Na média, hoje o valor do quilo da carne seria de R$0,34, valor este suficiente para tirar os avicultores das dificuldades financeiras.

De acordo com a direção da Cadec e da Aavic, o produtores integrados vão aguardar um posicionamento oficial da empresa e esperar que a Avenorte retome as negociações com a classe. Se isso não acontecer, os avicultores voltam a se reunir para decidir que atitude vão tomar a partir da negativa do abatedouro em abrir nova negociação. Os avicultores não descartam até interromper o fornecimento de aves para a empresa.

Outro lado

Em nota publicada em suas redes sociais ainda na noite de sexta-feira, a Avenorte afirmou que a remuneração paga aos seus parceiros é superior à média paga no Paraná. Além disso, a empresa alega que corrigiu o valor da integração baseado na inflação de 2019 e também que aceitou seis das nove reivindicações solicitadas pela Cadec.  

 

Recebas os links das principais notícias de Cianorte e região no seu Whatsapp, acesse aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.