Consumo médio de água em 2020 está 4% acima do volume registrado no ano passado

O consumo de água registrado na média geral em Cianorte está 4% acima do volume registrado no ano de 2019, de acordo com dados da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar).

De acordo com a companhia, o que fez com que o consumo, de uma maneira geral, tivesse este aumento é o fato das pessoas estarem mais em casa, a elevação das temperaturas e aos hábitos pessoais.

Nos três primeiros meses de 2019 a soma total de água produzida foi de 1.263.608 metros cúbicos de água. Já de janeiro a março de 2020, o volume subiu para 1.320.500 metros cúbicos. O consumo ficou 4,31% maior em relação ao mesmo período do ano passado.

No segundo trimestre, período de abril a junho, a variação é um pouco menor, houve um aumento do consumo de 3,64%. Em 2019, o consumo do trimestre foi de 1.213.532 metros cúbicos. Já em 2020, o volume ficou em 1.246.399.

No trimestre de julho a setembro, terceiro trimestre, 2019 registrou consumo de 1.273.311 metros cúbicos de água. E, neste ano, subiu para 1.321.582, ou seja, ocorreu um aumento de 3,76%.

Abastecimento

Devido ao período de estiagem, diversas regiões do Paraná passam por problemas no abastecimento e rodízio de água. Em Curitiba e na Região Metropolitana, por exemplo, é um problema constante.

Em Cianorte, a população não enfrenou esses problemas, pois a Sanepar tem captação de água no manancial Córrego Bolívar. O manancial teve queda de vazão, porém essa queda não compromete o abastecimento. Além das captações subterrâneas por meio de poços tubulares profundos. Casa um é responsável por 72% e 28% da produção de água da cidade, respectivamente.

De acordo com o gerente regional, Carlos Henrique Gonçalves, caso a estiagem prossiga, a Sanepar terá que tomar medidas mais drásticas para controlar a crise da água. “Se a estiagem se agravar, a Sanepar pode ter de adotar medidas mais severas para o abastecimento, como a aplicação do rodízio no fornecimento de água”, afirmou o gerente.

Gonçalves ainda reforçou que as chuvas da última semana de outubro não foram suficientes. “Vale destacar que as últimas chuvas não foram em quantidade suficiente para aumentar o nível da barragem de captação no Rio Bolívar”, explicou.

Segundo o gerente regional, as pessoas devem ser cuidadosas com relação ao consumo da água. “A população deve fazer o uso consciente da água, priorizar os usos na alimentação e higiene, não varrer as calçadas com esguicho de água, reutilizar água de máquina de lavar para lavar calçadas. É fundamental o uso racional para que todos tenham água”, disse.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.