Condenado, ex-vereador consegue progressão e vai para o semiaberto

O ex-vereador de Jussara, Claudemir Ramos, o Claudio da Padaria, 40, vai poder cumprir o restante da sua pena pelo crime de pedofilia no regime semi-aberto. Ramos foi beneficiado com a progressão de regime da sua pena e desde esta sexta-feira, 14, está em liberdade sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.

Apesar do benefício em tese dar-lhe o direito de trabalhar fora e dormir na prisão, com o monitoramento eletrônico ele poderá passar as noites em seu domicílio, recolhendo-se às 23 horas e só podendo sair de casa depois das cinco horas.  

A progressão da pena de Claudemir Ramos atende um pedido interposto por seus advogados, Ademir Olegario Marques e Pedro Eduardo Cortez Gameiro, responsáveis pela sua defesa desde sua prisão no dia 12 de novembro. O recurso foi atendido pela 1ª Vara de Execuções Penais de Curitiba. “Agora ele poderá trabalhar ou estudar e até fazer as duas coisas, bem como escolher”, explicou o advogado Pedro Cortez Gameiro, em contato com a redação da TRIBUNA DE CIANORTE. 

Claudio da Padaria foi preso depois que a Justiça atendeu um pedido de prisão preventiva requerido pela Polícia Civil que investigava o comerciante que à época era acusado de trocar mensagens com conteúdo pornográfico com uma adolescente de 13 anos, da qual a família da vítima fazia parte do seu círculo de amizades. No seu celular a polícia também encontrou dezenas de imagens de adolescentes que caracterizam a associação à pedofilia.

Na época, Ramos tinha mandato de vereador em Jussara, onde também administrava um comércio da família. Ele ficou algumas semanas detido na Cadeia Pública de Cianorte, mas depois foi transferido para uma penitenciária na Região Metropolitana de Curitiba por questões de segurança onde cumpriu uma parte da sua pena.

Em julho, o até então vereador foi julgado e condenado a quatro anos e sete meses de prisão, mas seus advogados ingressaram com um recurso no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) pedindo a progressão do regime.

Perda de mandato

Poucos dias depois de ser condenado, Claudio Ramos, o Claudio da Padaria também perdeu o cargo de vereador em Jussara. Um decreto legislativo publicado no dia 28 de julho e assinado pelo presidente da Câmara de Vereadores de Jussara, Jeruel Panizio decretou a perda do mandato do político por falta nas sessões legislativas.

De acordo com a direção da Câmara de Jussara, como estava preso desde novembro, o vereador deixou de comparecer a um terço das sessões da casa, o que, de acordo com o Regimento Interno do Legislativo acarretou a perda do seu mandato.

Porém, ainda nesta sexta, 14, sua defesa informou que o comerciante pode retornar ao cargo de vereador por força de um mandado de segurança que ainda não foi analisado. O recurso foi interposto na Justiça em primeiro grau e ainda depende de análise.

Mesmo longe das sessões desde sua prisão, Ramos continuou recebendo seus subsídios de vereador por força de outro mandando de segurança ingressado no Tribunal de Justiça do Paraná por seus advogados e atendido pela corte.

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *