Asfaltada, Estrada Jambers vai facilitar escoamento da safra agrícola

O asfaltamento da Estrada Lucas Jambers, que corta a Gleba Patrimônio Cianorte, vai contribuir sobremaneira com o desenvolvimento daquela área, principalmente no que diz respeito ao escoamento da safra agrícola de uma das regiões mais produtivas de Cianorte. A via, depois de asfaltada e com todas as obras de infraestrutura, dará acesso a dezenas de moradores à malha viária urbana, tornando mais curto o caminho da produção agrícola até a mesa da população.

Essa nova realidade só está sendo possível porque um decreto assinado pelo prefeito Claudemir Bongiorno em 2019, permitiu que a estrada fosse asfaltada pela empresa que está construindo um condomínio habitacional naquela região. A contrapartida exigida pela prefeitura é justamente a possibilidade de interligar uma região essencialmente agrícola através da Estrada Jambers com a área urbana da cidade beneficiando quem vive naquela região e há décadas sonhava com a integração campo e cidade.

A realidade se tornou unanimidade entre os moradores da região que reconhecem que as obras de infraestrutura que estão sendo executadas na estrada rural Lucas Jambers vai melhorar – e muito – as suas vidas. Dezenas de moradores, a maioria donos de imóveis rurais nos dois lados da estrada, concordam que as obras de infraestrutura executadas pelos investidores do Forest Hill vão tornar o acesso aos seus domicílios mais fácil e seguro e tornar mais rápido e eficiente a saída da produção que vai desde grãos a hortaliças, de carne até o leite.

Muitos já estão comemorando os benefícios que vão chegar junto com as obras na estrada. Alguns deles chegaram a assinar um documento reconhecendo a necessidade das melhorias, e concordando que as obras patrocinadas vão atender antigas reivindicações de moradores e proprietários de áreas rurais. A maioria destaca entre os benefícios, além da facilidade no acesso, o a segurança e a preservação ambiental.

Entre os moradores que assinaram o documento estão José Volnei Vieira, Severino Antônio de Lima. Marcos Daniel Freitas, Michele Melo, Fabiane Meira, Denis Barbosa Melo, Idrey Gonçalvez Meira, Eliane Canuto Martins e Neide Daniel Freitas, entre outros.

Segundo os moradores, por muito anos e por várias vezes, em grupo ou separadamente, eles estiveram na Prefeitura de Cianorte solicitando a melhoria que só chegou agora com a construção do condomínio. Para muitos, tudo vai ficar mais fácil a partir de agora. Principalmente porque houve a sensibilidade do chefe do poder executivo do município em aprovar o asfaltamento, já que os moradores reconhecem que, sem a interferência e concordância do chefe do executivo, o acesso com a cidade pelo asfalto jamais teria tornado realidade.

Máquinas trabalham em ritmo acelerado para entregar o asfaltamento da Estrada Lucas Jambers até o começo de 2021. Foto: Divulgação

Estrada foi aberta na década de 1950

A estrada, que margeia um dos módulos do Parque Cinturão Verde, foi aberta ainda na década de 1950, durante a colonização das áreas que deram origem à cidade de Cianorte. A passagem tem pouco mais de um quilômetro de extensão. A via, que pertence ao município, está em área urbana (de acordo com sua matrícula), apesar do seus asfaltamento beneficiar essencialmente quem mora na zona rural.

Sua importância ultrapassa a barreira econômica também pelo seu valor histórica, por isso sempre houve uma preocupação evidente do prefeito Claudemir Bongiorno para que que o asfaltamento se convertesse em benefícios para os moradores daquela gleba rural.

Além disso, outra exigência do prefeito que sempre ficou evidente, foi sua preocupação com os cuidados necessários para manutenção da fauna e da flora daquela nos dois lados da margem da estrada, assim como em seu leito.

Para atender esse exigências, a especialista em Ecologia de Estradas e doutora pelo Programa de Pós-Graduação de Ecologia Aplicada Interunidades da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALG/USP) e Centro de Energia Aplicada na Agricultura (CENA) Fernanda Abra, uma das maiores autoridades no assunto no País, executou um minucioso projeto de preservação que prevê, dentre outras técnicas mitigativa, a instalação de corredor condutor da fauna.

Esses estudos realizados pela pesquisadora tem por finalidade medir a extensão do impacto do atropelamento, o efeito barreira e, mais importante, aplicar métodos para mitigar os impactos ambientais.  

A pesquisadora Fernanda Abra foi a responsável pelo projeto de preservação que prevê um corredor condutor da fauna da região. Foto: Divulgação

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.