Grupo usa aplicativo para espalhar fake news em São Manoel do Paraná

A Polícia Civil está investigando a criação de um grupo de aplicativos de mensagens (WhatsApp) para ameaçar, denegrir e constranger vítimas em São Manoel do Paraná. O grupo denominado “Os Amigos” teria sido criado com o objetivo de espalhar fake news sobre apoiadores e simpatizantes da candidatura do atual prefeito da cidade Agnaldo Trevisan (PV).

O mesmo grupo teria criado ainda um perfil no Facebook batizada de “Transparência SMP” que tem o mesmo objetivo. De acordo com a denúncia feita à Polícia Civil, e com cópia apresentada à Justiça Eleitoral e Ministério Público Estadual, o grupo e o perfil na rede social produzem e repercutem vídeos e imagens de pessoas favoráveis à campanha de Trevisan de forma jocosa, com ofensas morais e difamatórias, constrangendo as vítimas com notícias falsas e até ameaças.

Não bastassem as fake news, os criminosos estariam ainda intimidando, desacatando e acusando servidores públicos municipais de receber propinas.

De acordo com as investigações, ao menos três pessoas já foram identificadas. Uma delas é um servidor público municipal que é candidato a vereador em São Manoel do Paraná. Uma segunda pessoa é uma mulher, que também trabalha na prefeitura da cidade. O terceiro envolvido seria uma homem com ligações estreitas ao grupo político que faz oposição a Agnaldo Trevisan.  

Ao que polícia já descobriu é que o grupo de Whatsapp foi aberto por um telefone que pertence ao empresário. Ricardo de Souza Pena residente em Jesuítas, na região Oeste do Paraná. O número teria sido comprado e registrado com o nome e o número do CPF do empresário que nunca esteve em São Manoel do Paraná.

Procurado nesta sexta-feira, 13, pela reportagem Ricardo Pena disse que já denunciou o caso à Polícia Civil e que também vai acionar judicialmente todos os envolvidos no casos, inclusive aquele que estão compartilhando as imagens nos grupos de Whatsapp.

Também na sexta, o servidor público Cleiberto Martins Rodrigues, uma das vítimas dos grupo de criminosos ingressou com uma representação na Justiça Eleitoral e no Ministério Público Estadual com pedidos de providência.

Procurados, a Justiça Eleitoral e o MP Estadual informaram através de suas assessorias, que vão se manifestar em breve.   

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp, basta acessar o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade da Tribuna de Cianorte.