Saúde

Vacinação atinge 17% do público-alvo

Em Cianorte, cobertura já passa dos 18% para vacinas contra a poliomielite e contra o sarampo
["Nos munic\u00edpios da regi\u00e3o, mais de 7,4 mil crian\u00e7as foram imunizadas ","",""] (Foto: CESAR BRUSTOLIN / FOTOS PÚBLICAS)

Desde o início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo, no dia 6 de agosto, mais de 7 mil pessoas já foram imunizadas nos 11 municípios da 13ª Regional de Saúde de Cianorte. A cobertura corresponde a 17,34% do público-alvo para a vacina contra a poliomielite e 17,61% do público alvo para as doses contra o sarampo. A procura está acima da média estadual e nacional. No Paraná, foram aplicadas cerca de 84,5 mil doses da vacina contra sarampo e outras 86,5 mil contra poliomielite. Os números correspondem a aproximadamente 14% das doses previstas. Em todo o país, apenas 10% do público-alvo foi vacinado.

Em Cianorte, 3,7 mil crianças receberam as imunizações. A cobertura para a vacina contra a poliomielite chega a 18,91% e contra o sarampo, 18,70%. Nesta semana, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão abertas até as 19 horas, para ampliar o atendimento. No sábado (18), dia D de mobilização, todas as UBSs estarão atendendo das 08 às 17 horas, sem interrupção para o almoço.

O município com a menor cobertura de vacinação contra as duas doenças é Jussara, com apenas 6,59% das crianças vacinadas; já a cidade da região com a maior cobertura até agora é Guaporema, com 25% do público protegido com os dois tipos de vacina. Os dados foram divulgados pela 13ª RS e computados até as 14 horas de ontem (13).

IMUNIZAÇÃO

Neste ano, a campanha está sendo feita de forma indiscriminada, para manter coberturas homogêneas de vacinação. Por isso, todas as crianças de um ano a menores de cinco devem se vacinar, independente da situação vacinal. A meta é vacinar ao menos 95% das crianças dessa faixa etária.

Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha. Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice Viral, independente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias. A Campanha Nacional de Vacinação vai até o dia 31 de agosto.

Para a população fora da faixa etária do público-alvo, a recomendação é procurar uma UBS com a carteira de vacinação em mãos. Pessoas com até 29 anos de idade precisam ter em suas cadernetas duas doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Já quem tem entre 30 e 49 anos deve ter na caderneta de vacinação uma dose da vacina tríplice viral.

Entre os estados com melhor cobertura vacinal até o momento estão: Rondônia, com 39,88% para a pólio e 38,81% para o sarampo, seguido por São Paulo com 27,68% pólio e 27,23% sarampo. Entre as coberturas mais baixas, destacam-se: Roraima, com 0,61% do público-alvo vacinado para pólio e 0,57% para sarampo e Rio de Janeiro, que tem 1,85% pólio e 2,65% sarampo.

“Somente vacinando 11,2 milhões de crianças criaremos uma barreira sanitária para impedir a propagação do vírus do sarampo, que voltou a circular no país, e evitar a reintrodução do vírus da paralisia infantil”, enfatizou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues. (Com informações Bem Paraná, Agência Saúde e Agência Estadual)