Saúde

Vacina contra o HPV é ampliada para homens e mulheres com até 26 anos

Novo grupo pode procurar pela imunização nas UBSs de Cianorte a partir de segunda-feira
["As vacinas est\u00e3o dispon\u00edveis nas Unidades B\u00e1sicas de Sa\u00fade de Cianorte a partir desta segunda-feira","",""] (Foto: ASSESSORIA PMC)

O Paraná ampliou nesta sexta-feira (18) a campanha de vacinação contra o HPV para população de 15 a 26 anos de ambos os sexos. A estratégia deve ser adotada nas Unidades de Saúde de todos os municípios do estado, priorizando vacinas que estão próximas do vencimento. A ampliação da campanha atende orientação do Ministério da Saúde.

O Paraná está com 88 mil vacinas em estoque, já distribuídas pelas 22 Regionais de Saúde do estado.

A vacinação para o público-alvo anterior será mantida. Até então, a vacina era aplicada para meninos de 11 a 14 anos, meninas de 9 a 14 anos, pessoas com HIV/Aids de 9 a 26 anos e pacientes transplantados e oncológicos.

Em Cianorte, a Secretaria de Saúde passa a viabilizar a vacina aos integrantes do novo grupo a partir desta segunda-feira (21). Os interessados devem procurar a Unidade Básica de Saúde de referência, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. A UBS da Zona 1 (Extensão), localizada na Travessa Itororó, atrás do antigo PA, atende em horário de almoço. Para receber a dose, basta apresentar um documento de identidade e a carteirinha de vacinação.

Além de Cianorte, todas as unidades de saúde da 13ª Regional que dispõem de sala de vacinação estão abastecidas com a vacina HPV quadrivalente.

Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação é seguir o esquema vacinal de três doses, com primeiro intervalo de dois meses e o segundo de seis meses. “Como a imunização contra o HPV ocorre por meio de um esquema vacinal de mais de uma dose, é importante esclarecer que o Ministério da Saúde garante que, apesar da ampliação do público-alvo ser uma medida temporária para evitar o desperdício de vacinas, quem receber a primeira dose terá as demais subsequentes garantidas pelo SUS”, destaca a chefe da Divisão de Prevenção em Saúde, Heloisa Dantas.

PROTEÇÃO

No sexo feminino, a vacina protege contra o câncer de colo de útero, que atualmente é o terceiro mais frequente e a quarta causa de morte por câncer em mulheres no Brasil. Para os homens, o objetivo é proteger contra os cânceres de garganta, pênis e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais.

Para a chefe da Divisão de Atenção Básica à Saúde de Cianorte, Andreia Domingos, a baixa cobertura vacinal é preocupante e, provavelmente, resultado de desinformação. “Temos notado que o que gera resistência na adesão, principalmente pelos adolescentes, são mitos. Por isso, fazemos um apelo aos pais, para que se informem e orientem seus filhos. A vacina é totalmente segura e a melhor forma de prevenção. Convencê-los a se imunizar é um ato de amor”, alerta.

A superintendente de Vigilância em Saúde do estado do Paraná, Júlia Cordellini, ressalta que a vacina é reconhecida internacionalmente. “Ela estimula a produção de anticorpos específicos para os quatro tipos do HPV que circulam no Brasil. Ela é segura e eficaz”, afirma. (Com informações da Assessoria PMC e Agência Estadual)