Saúde

Terceiro caso de gripe é confirmado na região

Mais 10 mortes foram registradas no estado em apenas uma semana; ao todo já são 365 casos
["Todos os casos da regi\u00e3o foram diagnosticados em crian\u00e7as; uma havia sido imunizada","",""] (Foto: DIVULGAÇÃO)

Mais um caso de gripe foi confirmado na região, segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), na quarta-feira (11). A terceira confirmação é do município de Tapejara e se trata de uma menina de dois anos de idade, que contraiu o vírus Influenza A(H1N1). De acordo com a assessoria da pasta, ela não tomou a vacina - mesmo estando no público-alvo - mas já está curada.

Os outros dois casos são de uma menina de cinco anos, moradora de Rondon, e de uma bebê de dois meses, também de Tapejara. A secretaria informou que as duas já estão curadas e que a primeira havia sido vacinada. Um segundo caso havia sido confirmado em Rondon pela Sesa, mas, de acordo com a secretaria, houve “um equívoco do município na hora de informar os dados do paciente”. Nos boletins anteriores, ele aparece como morador de Cidade Gaúcha, mas “depois da verificação de dados, foi concluído que o caso era de um paciente não residente na cidade, que estava apenas de passagem”, informou a assessoria da pasta.

Em todo o estado, mais 10 mortes por gripe foram confirmadas entre os dias 2 e 9 de julho, totalizando 39 óbitos. Londrina foi a cidade com o maior aumento, passando de três para sete mortes pela doença. Guarapuava registrou duas mortes a mais do que no boletim anterior. Os  outros óbitos foram em Curitiba, Cascavel, Sarandi e Santo Antônio da Platina.

Desde o início do ano, 365 pessoas foram diagnosticas com a doença no Paraná.  Em relação ao mesmo período de 2017, o número de mortes dobrou; no ano passado, eram 187 casos de gripe confirmados e 25 mortes.

De acordo com o boletim desta semana, metade dos casos é de pacientes na faixa etária do público-alvo da vacina. Foram 74 casos de gripe em crianças com menos de cinco anos (20,39%) e 108 notificações em pessoas com mais de 60 anos (29,6%).

BAIXA ADESÃO

Com o fim da campanha nacional de imunização contra a gripe, o Governo do Estado liberou as doses restantes para toda a população. Em Cianorte, as vacinas acabaram em menos de seis horas, mas em algumas cidades paranaenses ainda há doses disponíveis. A vacina protege contra os três sorotipos mais comuns do vírus: H1N1, H3N2 e Influenza B. (Com informações G1 Paraná)